Ampliar imagem | Tamanho original
A arquitetura, e todos os aspectos do mundo do design, experimentou vários movimentos ao longo do tempo que definiram a maneira como nos expressamos por meio de edifícios, artes e outros meios. Criadas a partir de uma insatisfação com o status quo ou do surgimento de novas tecnologias, houve mudanças arquitetônicas particularmente notáveis e ideologias emergentes nos últimos 100 anos. Isso nos deixa com a pergunta - em que momento estamos agora e o que o caracteriza? Como iremos refletir retroativamente sobre este momento arquitetônico, e a pandemia de COVID-19 irá acelerar a inovação para nos levar à nossa próxima era de projeto? No século XX, o dogma arquitetônico não pertencia a nenhuma tipologia ou movimento individual, mas sim ao drama e à tensão que foram trazidos por figuras arquitetônicas que fazem lobby por suas ideologias. Em alguns casos, é menos sobre os edifícios individuais que definem nosso tempo e mais sobre os grupos unificados de arquitetos que promovem as ideias por trás deles no mundo dominante. A arquitetura se reinventou com tanta frequência que, no momento em que um estilo ganha força, parece quase desaparecer sob as críticas de outro que afirma ter descoberto qual deveria ser o próximo estilo. É difícil ser um arquiteto que não enfrenta a competição do tempo que obriga os maiores nomes a pisar na água em uma onda recursiva que nunca para de quebrar. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar