Ampliar imagem | Tamanho original
Em um uso revelador de big data, Raj Chetty e seus colegas no Projeto de Igualdade de Oportunidades usaram registros fiscais anônimos para rastrear, a partir da infância, a renda de pessoas que cresceram nos Estados Unidos. Os resultados mostram que os bairros e áreas metropolitanas onde essas pessoas foram criadas têm um grande impacto nas suas perspectivas econômicas durante a vida. Surpreendentemente, crianças de famílias de baixa renda que crescem em alguns bairros, especialmente aquelas com rendas mistas e níveis mais baixos de segregação racial, se saem melhor economicamente. A pesquisa do Projeto Igualdade de Oportunidades lança dúvidas sobre algumas panacéias tradicionais de desenvolvimento econômico (como maior oferta de empregos nas proximidades de áreas residências ou o crescimento acelerado da oferta de empregos não parecer estar associado à mobilidade social intergeracional), e dá ênfase aos efeitos que uma vizinhança exerce nas perspectivas de crescimento de uma criança. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar