Ampliar imagem | Tamanho original
O Taller Síntesis de Medellín, Colômbia, compartilhou conosco este artigo enfatizando a importância de reconhecer o ambiente construído rural colombiano, que responde à maior parte do território mas não à maior parte da prática arquitetônica, com o objetivo de conscientizar o público sobre como a arquitetura é desenvolvida e reconhecida no país. Em agosto, foram anunciados os 118 projetos selecionados para o XXVII BICAU, um amplo panorama dos projetos mais recentes da arquitetura colombiana, uma amostra de grande qualidade e diversidade, mas que infelizmente, apesar de algumas exceções valiosas, revela uma grande ausência: a arquitetura rural.   Isto se torna ainda mais evidente se compararmos esta bienal com suas últimas edições; nelas, a presença dos projetos desenhados e construídos para as áreas rurais colombianas havia se tornado notória, vindo a coexistir no mesmo evento, projetos não apenas selecionados mas também premiados como A Casa do Povo de El Salado, O Parque Educativo de Vigía del Fuerte, e o Centro de Desenvolvimento Infantil Guayacanes, projetos desenvolvidos em áreas remotas da Colômbia, áreas que têm em comum o dado de terem sido atingidas pela violência do conflito armado que começou no final da década de 40 do século XX e pelo abandono e corrupção do Estado por muitos anos. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar