Ampliar imagem | Tamanho original
Algumas arquitetas e arquitetos conseguem propor interações entre as diferentes escalas dos projetos, atuando em uma multiplicidade de campos que vão da cidade ao detalhe dos acabamentos, passando pela escala do edifício. Embora, em muitos casos, a seleção do mobiliário que vai complementar um projeto – isto é, os elementos que acabarão por interagir com a escala humana – costuma ser relegada a uma etapa pós-construção, seu desenho nem sempre é considerado um problema secundário. Neste sentido, alguns profissionais consideram estes equipamentos peças fundamentais do projeto e, aproveitando-se da versatilidade de determinados materiais, concebem-nos como se fizessem parte do espaço – diluindo os limites entre o que é arquitetura e o que é desenho de mobiliário. Nestes projetos, bancadas, estantes e prateleiras se mesclam ao espaço, desdobrando-se de forma escultural e dando continuidade à superfície dos pisos, paredes e divisórias. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar