Ampliar imagem | Tamanho original
A residência está localizada na extremidade mais distante de um bairro residencial, em uma área montanhosa de Semarang, na Indonésia. O lote foi delimitado por altos muros de contenção que atuam como o limite do bairro em ambas laterais, juntamente com a vegetação selvagem posterior. A delimitação se tornou o ponto chave do processo inicial do projeto. Ao invés da parede configurar a empena da casa, o volume foi construído longe da parede, criando um pequeno pátio entre a divisa e a casa. A parede foi então reapresentada de uma nova maneira, pois se tornou um elemento importante, que estabeleceu o pátio interno. O pátio foi ainda definido pela massa flutuante do segundo pavimento, que cria abrigo à área traseira, criando um espaço externo confortável com o apelo de um ambiente interno. Em meio ao simples programa da casa, uma escada helicoidal é disposta no meio do volume, unificando os espaços da residência, ao invés de separá-los. A escada se tornou um elemento escultural, configurando uma sensação de movimento e dinâmica para o interior. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar