Ampliar imagem | Tamanho original
Assim como nós, as palavras têm uma história. Cura vem do latim e está ligada ao ato de cuidar. Esse mesmo radical dá origem da palavra curador, como aquele que é responsável por um acervo ou instituição, por exemplo e cuidado. Talvez descrito no sentido médico pela primeira vez por Celsus: In hoc casu medici cura esse debet, ut morbum mutet (Neste caso o cuidado médico é indicado para mudar o curso da doença) [1]. Hoje quando pensamos em curas parece que falamos de um ato isolado dentro de um tratamento qualquer. A cura da gripe. A cura do câncer. A cura do novo coronavírus. Porém é importante pensar na cura como um processo que depende de múltiplos fatores. O cuidado médico ou cura médica está ligado a restabelecer a saúde (do lat. salus — são; íntegro) e se afastar da doença (do lat. dolentia — dor), enfermidade (do lat. infirmus — in “não ”+ firmus “firme”) ou patologia (do grego pathós — mal, afeto). Pensando no inglês to heal (curar; recuperar) ou no alemão -heit de gesundheit (saúde), ambos remetem a whole (inteiro; completo) há também um sentido de voltar a ser completo. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar