Ampliar imagem | Tamanho original
Fazer mais com menos em áreas cada vez mais enxutas é uma premissa que se mostra urgente na atuação de arquitetas e arquitetos, sobretudo quando se constrói em regiões urbanizadas onde o valor do solo é, muitas vezes, a maior condicionante econômica do projeto. Esta é uma verdade em países como Portugal, por exemplo, onde a disponibilidade de lotes urbanos é escassa e os imóveis disponíveis para remodelações são, em geral, pequenos. Trabalhar em pequena escala oferece uma flexibilidade um tanto lúdica. De interiores adaptáveis a instalações urbanas e casas na árvore, é preciso forçar a imaginação para resolver os problemas da falta de espaço ou orçamento. Veja, a seguir, 15 projetos em Portugal – de estabelecimentos comerciais a pequenos pavilhões – que mostram que restrições espaciais não limitam a qualidade da arquitetura.  Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar