Ampliar imagem | Tamanho original
A doação do acervo de Paulo Mendes da Rocha à Casa da Arquitectura, instituição sediada em Matosinhos, Portugal, levantou intenso debate entre arquitetos e acadêmicos desde seu anúncio, no início da semana passada. Opiniões contrárias e a favor foram amplamente divulgadas nas redes sociais e meios de comunicação, e, inclusive, um acordo de colaboração institucional entre a FAUUSP e a Casa da Arquitectura chegou a ser proposto. À luz do debate sobre a permanência de coleções de arquitetura e urbanismo no Brasil, o IABsp publicou uma carta aberta por uma rede nacional de acervos. Leia, na íntegra, a seguir: Carta aberta: por uma Rede de Acervos de Arquitetura e Urbanismo É necessária a construção imediata de uma política de incentivo e valorização de acervos de arquitetura e urbanismo no país. Tais acervos são essenciais à investigação em fontes primárias, procedimento metodológico imprescindível para o desenvolvimento de leituras sobre a história da arquitetura brasileira. Essa carência ganha contornos de urgência tendo em vista a situação crítica que vigora no país em relação às políticas culturais, sob ataque constante e com estrangulamento de verbas. Dentro desse contexto, a saída do país do acervo profissional do arquiteto Paulo Mendes da Rocha aparece como agravante, que reforça a urgência de uma articulação institucional ampla.   Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar