Ampliar imagem | Tamanho original
Situada em loteamento condominial no Município de São Roque, esta casa tem como principal uso os dias de fim de semana e feriados prolongados. Os clientes, como muitos paulistanos, buscavam um espaço no qual poderiam conviver com amigos e a família em ambientes com pé na terra e contato com a natureza. Outro desejo era o de que o ambiente pudesse, além de receber convidados, tivesse como principal função ser uma área de gastronomia integrada: cozinha, preparo e refeição como pontos preferenciais, por este motivo adquiriu nome de Cozinha do Carmo. O terreno de formato trapezoidal irregular possuía muitas limitações. A área disponível pelas definições ambientais era cerca de25% da área total, com declividade acentuada e formato irregular. Em princípio se proporia uma casa em pilotis, com acesso em parte mais alta do lote, mas a preferência dos futuros usuários deseja o contato com o solo. A solução projetada foi a de realizar cortes implantando a casa em dois níveis com acesso em rampa e escadas. As visuais possibilitadas pela parte dos fundos foram acentuadas tento pelo percurso de acesso quanto pela utilização de uma estrutura de madeira que deixa por meio de vidros a cobertura destacada das alvenarias, permitindo a visualização da paisagem desde o acesso até a entrada da casa. Para garantir uma maior permeabilidade, foram propostos painéis de correr que, quando abertos, permitem que a casa se abra para os espaços externos ampliando as áreas de uso para as confraternizações “gourmets” e continuidades espaciais, articulando as ligações entre o exterior e interior visual e fisicamente. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar