Ampliar imagem | Tamanho original
Na arquitetura, para a concepção dos espaços físicos e tangíveis, os aspectos efêmeros e intangíveis são considerações essenciais a serem analisadas no processo projetual. Um dos elementos mais importantes neste sentido é a iluminação natural, responsável por proporcionar conforto, qualidade de vida e saúde àqueles que habitam ou habitarão o espaço. A orientação do edifício e o entorno ao qual está inserido possuem particular relevância no posicionamento das esquadrias e consequente promoção de luz natural para os ambientes. Desta forma, a consideração dos fatores externos é essencial para que haja conforto nos espaços internos. Além da orientação do objeto arquitetônico, do estudo do seu entorno e do posicionamento das aberturas, estratégias projetuais, como a ampliação dos espaços por meio da redução de barreiras, podem valorizar a distribuição da luz nos interiores, enquanto brises e cobogós, por exemplo, podem de certa forma controlar e “moldar” a incidência luminosa nos ambientes.  Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar