Ampliar imagem | Tamanho original
Preencher um vazio urbano. O edifício adota em sua fachada norte a proporção de aberturas, cores e composição da antiga cidade de Cabrera de Mar. Um caráter a ser preservado sem renunciar a uma linguagem mais contemporânea que se expressa com maior intensidade na face sul, aberta ao sol e às vistas. Aqui a estrutura de concreto cria uma grelha que funciona como um grande filtro, formando pérgolas que protegem o interior das residências. A casa estende-se em ambos os extremos, no seu lado norte contempla os espaços comunitários ou abre-se para a rua através de grandes corredores. No seu lado sul abre-se à exposição solar e à vida aberta nos terraços ou pátios. Cada casa estabelece uma transição fluida entre estes dois pólos, através de percursos circulares, simples e duplos, ou para as longas vistas diagonais que atravessam o plano do chão. No centro há volumes (banheiros ou armários) que articulam e tornam possível todo este movimento. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar