Londres implementa ruas sem carros com a redução da quarentena

Londres implementa ruas sem carros com a redução da quarentena

Depois de Milão e Paris, Londres anunciou seus planos de transformar grandes áreas da cidade, convertendo ruas em zonas livres de carros, à medida que a quarentena diminui. Retomando a cidade para as pessoas, Londres pretende evoluir com a pandemia, apoiando uma recuperação sustentável e com baixa emissão de carbono. Os trabalhos já começaram e devem ser concluídos em seis semanas.

O prefeito Sadiq Khan declarou que a cidade precisa ser repensada e as pessoas precisam assumir o centro do palco. "O maior desafio para a rede de transportes públicos de Londres na história" espera incentivar caminhadas e ciclismo, a fim de garantir as medidas de distanciamento social necessárias e reduzir o tráfego nos sistemas de transporte público. Além disso, a eliminação do tráfego de carros diminuirá a poluição do ar, resultando em níveis mais baixos de poluição atmosférica.

Será necessário um esforço monumental de todos os londrinos para manter o distanciamento social seguro no transporte público, à medida que as restrições de bloqueio são gradualmente diminuídas. Isso significa que temos que manter o número de pessoas usando o transporte público o mais baixo possível. E não podemos simplesmente substituir esses deslocamentos pelo carro, pois nossas ruas se tornariam imediatamente inutilizáveis e a poluição do ar aumentaria. -- Sadiq Khan.

Ponte de Westminster vazia com o Parlamento e o Big Ben ao fundo. Imagem via Shutterstock / Por pcruciatti
Ponte de Westminster vazia com o Parlamento e o Big Ben ao fundo. Imagem via Shutterstock / Por pcruciatti

O plano consiste em limitar o uso das principais artérias a ônibus, pedestres e ciclistas, fechando as ruas entre London Bridge e Shoreditch, Euston e Waterloo e Old Street e Holborn. Com efeito, “grandes áreas de Londres estarão fechadas para carros e vans para permitir que as pessoas caminhem e andem de bicicleta com segurança”. Carros e caminhões também podem ser banidos da Waterloo Bridge e London Bridge. Numa segunda fase, vias secundárias também serão fechadas para carros.

Se queremos tornar o transporte em Londres seguro e manter a cidade globalmente competitiva, não temos outra escolha senão adaptar rapidamente as ruas para as pessoas. [...] Ao garantir que a recuperação de nossa cidade seja ecológica, também combateremos nosso ar poluído, o que é vital para garantir que não substituamos uma crise de saúde pública por outra. Peço a todos os distritos que trabalhem conosco para tornar isso possível.
-- Sadiq Khan.

Como parte da nova estratégia sem carros, a taxa de congestionamento foi reintroduzida. Além disso, outras medidas temporárias serão adotadas, como interromper a gratuidade do transporte público para crianças, cobrar as pessoas com mais de 60 anos em horários de pico e aumentar as tarifas.

Via The Guardian.

Convidamos você a conferir a cobertura do ArchDaily relacionada ao COVID-19, ler nossas dicas e artigos sobre produtividade ao trabalhar em casa e aprender sobre recomendações técnicas de projetos para a saúde. Lembre-se também de checar os conselhos e informações mais recentes sobre o COVID-19 no site da Organização Pan-Americana da Saúde OPAS/OMS Brasil.

Sobre este autor
Cita: Harrouk, Christele. "Londres implementa ruas sem carros com a redução da quarentena" [London Introduces Car-Free Streets as Lockdown Eases] 25 Mai 2020. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/940082/londres-implementa-ruas-sem-carros-com-a-reducao-da-quarentena> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.