Ampliar imagem | Tamanho original
O projecto mostrou-se à partida distinto pelas suas premissas: a união de duas casas pré-existentes e independentes que se encontravam em ruína, para a criação de uma habitação unifamiliar. Com a união e recuperação destes dois corpos criou-se um volume em forma de “L” que, por sua vez definiu um espaço exterior, abraçado por este, dando origem a um pátio com piscina. Os espaços comuns (cozinha, sala de estar, academia e sala polivalente) e os espaços privados (quartos e casa de banhos) são diferenciados com a definição dos volumes e design interior. A zona comum é um espaço aberto com um andar e os espaços privativos estão localizados numa torre independente de três andares, ligada por um corredor aos outros espaços. O teto do espaço comum foi projetado com o conceito de "guarda-chuvas", que delimita suavemente cada espaço num espaço amplo. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar