Ampliar imagem | Tamanho original
Na tentativa de conter o avanço dos contágios de COVID-19 no país, e a consequente superlotação dos hospitais – o que tem se mostrado uma combinação fatal –, uma série de medidas foram tomadas pelo governo francês recentemente. Neste contexto, várias obras em andamento foram paralizadas na França, incluindo os trabalhos de restauro da Catedral de Notre Dame em Paris. Enquanto as obras de consolidação da estrutura da igreja estavam muito perto de serem concluídas, os trabalhos de reconstrução do pináculo e da estrutura do telhado, assim bem como a remoção dos andaimes derretidos durante o incendio do ano passado, foram interrompidas sem data prevista de retorno. Um ano já se passou desde o fatídico dia 15 de abril de 2019, quando um incêndio no Domingo de Páscoa consumiu por completo a estrutura da cobertura da catedral, colocando abaixo o pináculo central da Notre Dame de Paris. As obras de reconstrução da catedral já haviam sido paralisadas por uma série de diferentes motivos, como questões burocráticas, mau tempo e a quantidade de entulho e escombros que ainda precisam ser removidos do interior do templo. O projeto de reconstrução e restauro está sendo gerenciado pelo General Jean-Louis Georgelin, diretamente nomeado pelo presidente francês Emmanuel Macron, assim com pelo o arquiteto responsável Philippe Villeneuve. Tendo como meta principal a estabilização da estrutura global do edifício, a primeira etapa do projeto consiste na instalação de uma série de estruturas de travamento para equilibrar cada um do vinte e oito contrafortes da igreja assim como para protejer a estrutura dos pilares danificados pelo incêndio. Sob a supervisão técnica do arquiteto italiano Carlo Blasi e do engenheiro francês Mathias Fantin, os trabalhos de consolidação da estrutura da catedral estão muito perto de serem concluídos. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar