Ampliar imagem | Tamanho original
Reaproveitar uma pré-existência, atribuindo-lhe novo uso ou simplesmente melhorando suas condições, poder ser uma estratégia inteligente em nosso contexto ambiental de acelerado consumo de recursos. Pensar em modos de recuperar um edifício é tarefa da arquitetura, mas a missão se complexifica quando a pré-existência é imbuída de altos valores e significados culturais e históricos, já que intervir – e alterar – o patrimônio arquitetônico significa redesenhar o passado e prescrever um futuro, que pode ou não conter novos modos de usar a estrutura. Artigo relacionadoO que são e quais as diferenças entre retrofit, reabilitação e restauro? Veja, a seguir, dez exemplos de projetos que mostram soluções inteligentes de intervenção no patrimônio histórico, algumas mais conservadoras, tratando quase que simplesmente do restauro das edificações, outras mais incisivas, alterando mais profundamente o patrimônio.  Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar