Ampliar imagem | Tamanho original
No processo de formação acadêmica, arquitetos iniciantes são educados e incentivados a desenvolverem projetos e trabalhos nos softwares mais “tradicionais”, sejam pelas parcerias que essas empresas fazem com os laboratórios das universidades, pela falta de tempo para aprender um novo programa, ou pelo decorrente da cultura de se manter utilizando softwares mais populares.  Não há como negar que são softwares excelentes e criticá-los não está em questão, mas existe um outro universo alternativo de softwares gratuitos (a maioria open source) que pode solucionar o crescente problema que os arquitetos têm com o custo de licenças e atender as demandas estudantis tão bem quanto qualquer outro. Por esse motivo, elaboramos essa lista! É importante ter em mente que para economizar milhares de reais com licenças você vai precisar se adaptar. Alguns softwares são muito similares, outros têm formas de pensar diferente que vão te exigir algum estudo, mas acredite, para algumas finalidades, a qualidade de seu trabalho pode até melhorar. Essa transição de softwares é muito mais fluida quando se tratam de profissionais autônomos ou estudantes, visto que são os únicos executores de suas demandas, porém nos casos de pequenas equipes ou escritórios provavelmente se farão necessários treinamentos. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar