Ampliar imagem | Tamanho original
À medida que o número de pessoas infectadas com o coronavírus atinge níveis assombrosos em Nova Iorque, as autoridades buscam soluções rápidas e eficientes para atender a demanda por espaço para os pacientes. Lutando contra o tempo, a cidade busca maneiras de alterar as estruturas existentes. Prevendo uma demanda de 10 vezes o número de leitos disponíveis, o governador Andrew Cuomo solicitou aos hospitais da cidade que encontrassem soluções para ampliar suas capacidades, aumentando em 50% o número de leitos. Para acomodar os 40.000 casos previstos, a Associação Hospitalar da Grande Nova Iorque, juntamente com empresas de arquitetura especializadas em saúde, firmas de engenharia e empreiteiras, está procurando maneiras de ampliar a capacidade de pelo menos 10 hospitais e centros de saúde.  Com a infraestrutura de saúde da região metropolitana sobrecarregada, as principais propostas giram em torno de transformar os espaços existentes ou promover alterações em outros locais para incorporar os equipamentos necessários. Com efeito, o governador declarou que suas opções incluem a recuperação de antigas áreas de tratamento que foram convertidas em escritórios. Outras possibilidades incluem a conversão de grandes espaços de culto, como catedrais e igrejas.  Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar