Ampliar imagem | Tamanho original
O estúdio Opposite Office propôs transformar o novo aeroporto de Berlim, em construção desde 2006, em um "super-hospital" para pacientes com coronavírus. Na tentativa de preparar o sistema de saúde e aumentar suas capacidades, a firma apresentou uma alternativa de reuso adaptável, projetando soluções adaptadas ao contexto para combater a pandemia. Apresentado ao Ministério da Saúde, o conceito de “super-hospital” pode ser implementado em qualquer aeroporto do mundo, uma vez que o tráfego está atualmente restrito ou limitado. Antes que a pandemia saia do controle na Alemanha, Benedikt Hartl, do Opposite Office, propôs antecipar o problema e redesenhar o controverso novo aeroporto de Berlim, preparando a cidade para um número elevado de pacientes.  Tivemos tempo de nos preparar ainda mais para a pandemia desde o surto em Wuhan. Lá, a Clínica Huoshenshan, com capacidade para 1.000 leitos, foi literalmente erguida do zero em 10 dias. Naquela época, foram feitas comparações jocosas com a construção do novo aeroporto de Berlim, em obras desde 2006. E agora? Agora este aeroporto pode nos ajudar! -- Benedikt Hartl, Opposite Office Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar