Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

6 Interiores de aeroportos que tornam a experiência dos passageiros mais confortável

6 Interiores de aeroportos que tornam a experiência dos passageiros mais confortável
Aeroporto Internacional Fort McMurray / office of mcfarlane biggar architects + designers. Imagem: © Ema Peter
Aeroporto Internacional Fort McMurray / office of mcfarlane biggar architects + designers. Imagem: © Ema Peter

O pensamento arquitetônico em relação às obras com programas de infraestrutura, tendem, em geral, a balizar sua reflexão nas questões relativas à implantação, organização de fluxos, dinamização e boa articulação de seu uso, uma vez que costumam ser projetos ligados a um grande contingente de usuários e múltiplos usos simultâneos. Embora a grande escala seja certamente um norte inevitável para esse tipo de programa, em alguns casos, pensar em formas de ambientar as áreas internas destas construções é uma demanda tão importante quanto, sobretudo em casos como os dos aeroportos, locais onde a espera e a pausa são atividades contínuas e impostas a praticamente todos os usuários.

Aeroporto Internacional Heydar Aliyev em Baku / Autoban. Imagem: © Kerem Sanliman Terminal do Aeroporto Internacional de Hamad / HOK. Imagem © Tim Griffith | HOK Aeroporto Jewel Changi / Safdie Architects. Cortesia de Jewel Changi Airport Aeroporto Internacional de Beijing Daxing / Zaha Hadid Architects. Imagem © Hufton+Crow + 7

Tornar os espaços internos dos aeroportos uma experiência mais cômoda e agradável se apresenta como um desafio pela escala que esse tipo de obra costuma ter e, por isso, as escolhas a respeito de materiais, mobiliário e entradas de iluminação podem transformar completamente o estar nesse tipo de programa. Conheça alguns exemplos de projetos que se utilizam dessas escolhas de forma estratégica e inovadora para criar ambientes mais agradáveis e surpreendentes.

Aeroporto Internacional de Beijing Daxing / Zaha Hadid Architects

Aeroporto Internacional de Beijing Daxing / Zaha Hadid Architects. Imagem © Hufton+Crow
Aeroporto Internacional de Beijing Daxing / Zaha Hadid Architects. Imagem © Hufton+Crow

Construído com o intuito de amenizar o congestionamento do aeroporto existente na cidade de Pequim, o O Aeroporto Internacional de Beijing Daxing é uma obra de grande escala, com um terminal de passageiros que cobre uma área de 700.000 metros quadrados. Em termos de organização, a planta do projeto foi pensada a partir dos princípios da arquitetura chinesa, criando um pátio central que articula e conecta todos os espaços do programa. Em termos de tratamento interno, o desenho de forro, assim como as aberturas zenitais e verticais, garantem uma entrada abundante de luz natural durante o dia, o que cria um efeito interessante em termos de espacialidade quando combinadas à escolha de piso do terminal, que reflete a luz e as linhas do desenho dos elementos internos e mobiliários, com curvas características da obra da arquiteta.

Terminal do Aeroporto Internacional de Hamad / HOK

Terminal do Aeroporto Internacional de Hamad / HOK. Imagem © Tim Griffith | HOK
Terminal do Aeroporto Internacional de Hamad / HOK. Imagem © Tim Griffith | HOK

Pensado como uma homenagem às dunas de areia e as ondas do mar, o projeto do Terminal do Aeroporto Internacional de Hamad, no Catar, adota uma referência lúdica para criar espaços internos que não só tornam mais agradável a experiência dos passageiros em trânsito, como otimizam os fluxos e as funções sinalizadoras do edifício ao trabalharem eles mesmos como indicadores dos caminhos e rotas a serem tomadas pelos usuários. A forma ondulada da cobertura conforma possibilidades diversas em relação à entrada de luz e relações de pé direito, e em cada parte do complexo essas escolhas ressoam as partes específicas do programa às quais correspondem:

Passageiros que estão de partida experimentam a cobertura ondulada do saguão de embarque, cheio de luz. A parede de vidro com armação de aço oferece vistas desobstruídas do acesso principal, levando à bilheteria e permitindo que os passageiros encontrem facilmente seus destinos. As fachadas leste e oeste, mais longas, têm vidro de alto desempenho semelhante que controlam o ganho de calor e o brilho do sol. Transitando através de uma área de imigração aberta, os passageiros de origem se juntam a passageiros em escala no primeiro andar sob uma vasta abertura zenital central que fornece acesso visual a um dos cinco saguões. 

Trecho do memorial descritivo enviado pela equipe de projeto

Aeroporto Jewel Changi / Safdie Architects

Aeroporto Jewel Changi / Safdie Architects. Cortesia de Jewel Changi Airport
Aeroporto Jewel Changi / Safdie Architects. Cortesia de Jewel Changi Airport

Este edifício de uso misto construído em Singapura para conectar dois terminais existentes e estabelecer um espaço para um mercado e um surpreendente jardim interno no Aeroporto de Changi, é um exemplo que se destaca pelo uso de elementos vegetais na composição de interiores exuberantes. O complexo de 135.700 m² recebe um programa diverso, que vai desde instalações para operações do aeroporto, até hotéis, comércio e restaurantes, o que faz do fluxo desse espaço, que é de acesso público, seja constante e intenso.

Sob uma cúpula de 200 metros de diâmetro, o projeto do jardim interno é uma atração à parte para os passageiros em trânsito, que podem visitar trilhas, cascatas, jardins e testemunhar a maior cachoeira interna do mundo. O uso de mais de 200 espécies vegetais torna rico esse ambiente que leva ao espaço interno características e virtudes dos espaços abertos e ao ar livre.

Aeroporto Internacional Heydar Aliyev em Baku / Autoban

Aeroporto Internacional Heydar Aliyev em Baku / Autoban. Imagem: © Kerem Sanliman
Aeroporto Internacional Heydar Aliyev em Baku / Autoban. Imagem: © Kerem Sanliman

Situado em Baku, capital do Azerbaijão, o novo terminal do aeroporto local certamente se destaca em termos de projeto para interiores. A ideia, segundo o memorial de projeto, é subverter a lógica convencional do aeroporto como espaço de experiências impessoais e isoladas e, para tanto, foram desenhados "casulos" de madeira que ocupam toda a área de trânsito de passageiros no terminal. Esses dispositivos oferecem um espaço de acolhimento, além de propiciarem oportunidades de encontro a partir de um desenho de mobiliário que também corrompe os padrões usuais desse tipo de programa, sobretudo no que diz respeito às escolhas de materiais. A aposta é que o uso de madeira, pedra e tecido, junto a um cuidadoso trato em relação à iluminação tornassem o ambiente mais estimulante ao tato, mais sutil e, dessa forma, mais acolhedor.

Aeroporto Internacional de Kurumoch e Salas VIP / Nefa Architects

Aeroporto Internacional de Kurumoch e Salas VIP / Nefa Architects. Imagem: © Ilya Ivanov
Aeroporto Internacional de Kurumoch e Salas VIP / Nefa Architects. Imagem: © Ilya Ivanov

Com um desenho que remete ao momento em que a cidade de Samara, na Rússia, era o maior produtor de mísseis no período da União Soviética, as salas de espera e os interiores do Aeroporto Internacional de Kurumoch se caracterizam pelas linhas curvas e pelo aspecto futurista de seus mobiliários, que parecem ter saído de uma nave espacial. A referência lúdica está em toda a caracterização do espaço, da escolha dos materiais e das formas, à ambientação sonora, que conta com as trilhas sonoras de filmes como "Guerra nas Estrelas". Toda essa atmosfera também é reforçada nas escolhas de iluminação, que se faz presente como elemento de borda em quase todos os objetos e cria efeitos que ressoam o contexto espacial pretendido.

Aeroporto Internacional Fort McMurray / office of mcfarlane biggar architects + designers

Aeroporto Internacional Fort McMurray / office of mcfarlane biggar architects + designers. Imagem: © Ema Peter
Aeroporto Internacional Fort McMurray / office of mcfarlane biggar architects + designers. Imagem: © Ema Peter

O fato do Aeroporto Internacional Fort McMurray ser o que mais cresceu em termos de concorrência no Canadá desde 2012 e até hoje, inspirou a autoridade local responsável pela administração do edifício, a criar um novo projeto de terminal, com plataformas para os aviões, rodovias de conexão, espaços de trânsito interno e um estacionamento. A ligação com o contexto local é um dado importante para o projeto, que se torna uma referência para esta comunidade em crescimento e cuja identidade se desenvolve continuamente. Nesse sentido, o tratamento dos ambientes internos se relaciona às possibilidades materiais e de mão de obra local, com o uso de técnicas que visam eficiência em sustentabilidade. O uso predominante da madeira nos revestimentos internos faz com que a escala do espaço se ajuste a um nível pessoal, criando um sentido de acolhimento e certa expressão doméstica nos ambientes.

Galeria de Imagens

Ver tudo Mostrar menos
Sobre este autor
Cita: Julia Brant. "6 Interiores de aeroportos que tornam a experiência dos passageiros mais confortável" 27 Mar 2020. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/935782/6-interiores-de-aeroportos-que-tornam-a-experiencia-dos-passageiros-mais-confortavel> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.