Centro de Arte e Cultura de Shou / Studio Zhu-Pei

Centro de Arte e Cultura de Shou / Studio Zhu-Pei

Acesso principal. Imagem © Shengliang SuCirculação no segundo pavimento e pátio frontal. Imagem © Shengliang SuPátio Posterior. Imagem © Shengliang SuPátio suspenso e circulação. Imagem © Shengliang Su+ 38

Condado de Shou , China
  • Arquitetos: Studio Zhu-Pei
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  30
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2019
  • Fotógrafo Fotografias:  Shengliang Su
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Anhui Huacheng Concrete Co., Shandong Jinxiang Aluminum Co., Wuxi Yaopi Glass Engineering Co.
  • Arquiteto Responsável:Pei Zhu
  • Equipe De Projeto:Changchen You, Shuhei Nakamura, Ling Liu, Zhigang Wu, Shengchen Yang, Yang Du, Jun Ke, Xinyue Ding, Zhenhe Wu, Yao Du
  • Construtora:ShengWo Construction Group Co., LTD.
  • Projeto Estrutural E Mep:BIAD JAMA CO., LTD.
  • Paisagismo E Interiores:Studio Zhu-Pei, Instituto de Design de Arquitetura Paisagística - Academia de Artes da China
  • Cliente:Shouxian Government
  • Cidade:Condado de Shou
  • País:China
Mais informaçõesMenos informações

Descrição enviada pela equipe de projeto. O condado de Shou está localizado no centro da província de Anhui, na margem sul do rio Huai. Nos tempos antigos, era o lar da cultura Chu, e onde Liu An, rei de Huainan, editou um compêndio de filosofia chinesa antiga, e compôs poesia. A cidade histórica de Shou tem a forma quadrada, e é cercada por paredes de terra batida, com as faces externas cobertas de bétula, acima de uma fundação de pedra elevada. A parede inteira é levemente inclinada para dentro, para permitir que as camadas de pedra na parte inferior se encaixem firmemente no lugar. O fosso da cidade fica a sudeste; o Rio Fei ao norte; o Lago Shouxi a oeste; e as montanhas Bagong podem ser vistas à distância. Uma caminhada pelas antigas pontes, um passeio pela cidade histórica, ou uma exploração das relíquias antigas podem oferecer inspiração sem limites. As muralhas da cidade envolvem-se firmemente em torno dos prédios caóticos, dispersos e diversos da cidade, criando uma mudança repentina na experiência do ambiente construído.

Acesso principal. Imagem © Shengliang Su
Acesso principal. Imagem © Shengliang Su
Entrada principal e passarela. Imagem © Shengliang Su
Entrada principal e passarela. Imagem © Shengliang Su

Os prédios da cidade foram construídos com base na tipologia das casas pátio, em contraponto ao estilo do norte da China, e das casas de Huizhou, no sul de Anhui. A tipologia dos edifícios, na cidade história de Shou, reflete fortemente as características do clima da região, bem como, a cultura local e o modo de vida. Ao longo das ruas estreitas, as casas verticais com pátios têm pequenas janelas, e paredes sólidas - um recurso típico de proteção contra intempéries, para proteger os ocupantes do frio no inverno e do calor no verão.

Pátio suspenso e circulação. Imagem © Shengliang Su
Pátio suspenso e circulação. Imagem © Shengliang Su
Textura do Concreto. Imagem © Shengliang Su
Textura do Concreto. Imagem © Shengliang Su

O Centro de Arte e Cultura do Condado de Shou foi construído em uma nova cidade a um ou dois quilômetros a sudeste da cidade histórica, no que costumava ser uma terra plana e vazia, sem identidade. Muitos novos edifícios altos, e convencionais cercam a área, e não refletem o clima e a cultura local. A suavidade do local do projeto parecia um pedaço de papel em branco para Zhu Pei, oferecendo o potencial para uma infinidade de oportunidades criativas. O governo do condado tinha a mente aberta, por não insistir em requisitos de design específicos, no entanto, exigia que o projeto "fosse construído rapidamente e concluído no ano seguinte".

Pátio suspenso. Imagem © Shengliang Su
Pátio suspenso. Imagem © Shengliang Su

O edifício deveria abrigar uma galeria de arte, um centro cultural, uma biblioteca, e áreas de arquivamento. Os centros culturais e de arte não são novidades na China, muitos foram construídos entre as décadas de 1950 e 1970 sob a influência da antiga União Soviética. Atualmente, eles são dotados de uma gama de novas possibilidades, incluindo a criação de espaços públicos para atividades culturais. O Centro de Arte e Cultura do Condado de Shou foi projetado para atrair as pessoas a descobri-lo, e experimentá-lo; ao contrário de uma bela escultura que só pode ser vista.

Tipologia de pátios locais
Tipologia de pátios locais
Os pátios internos, o circuito público
Os pátios internos, o circuito público
Axonométrica
Axonométrica

Zhu Pei investigou as raízes culturais do condado de Shou, observando antigas habitações e ruínas, e identificando como os ancestrais buscavam o equilíbrio entre a força primordial da natureza e a construção ativa, sem as tecnologias modernas. Os edifícios da cidade histórica forneceram muita inspiração. Os padrões de vida orientados para o interior das casas verticais do pátio, e as ruas estreitas que se estendem em todas as direções, e conectam as casas, refletem o modo de vida local e sugerem as regras de construção para as condições climáticas locais. Dessa forma, o arquiteto reimaginou a experiência espacial, para ajudar a incorporar o Centro de Arte e Cultura do Condado de Shou, na comunidade local.

Circulação no segundo pavimento e pátio frontal. Imagem © Shengliang Su
Circulação no segundo pavimento e pátio frontal. Imagem © Shengliang Su
Vista para o pátio frontal do terraço da circulação. Imagem © Shengliang Su
Vista para o pátio frontal do terraço da circulação. Imagem © Shengliang Su

Múltiplos pátios de diferentes tamanhos são inseridos em um bloco retangular relativamente fechado, eles são conectados por uma passagem pública sinuosa, um circuito público protegido do sol e da chuva. A promenade guia as pessoas sobre a passarela, cruzando o fosso do edifício, já o extenso jardim da fachada principal configura uma praça pública, que representa o tang wu (sala central) das residências típicas do Condado de Shou, enquanto o quintal se assemelha ao das casas populares locais. Cada programa do edifício possui dois ou três pátios internos. Do jardim frontal, os visitantes podem passear por todos os pátios internos sem interromper a continuidade das salas. Caminhando ao longo do percurso público protegido, os visitantes podem encontrar-se às vezes no primeiro, segundo ou terceiro pavimento. O espaço é imprevisível, e a luz, e a sombra, mudam constantemente para surpreender os visitantes, permitindo que eles sintam o espírito artístico da arquitetura tradicional chinesa expresso pelos princípios de "esconder, respirar, cultivar e passear".

Vista para a circulação do pátio no segundo pavimento. Imagem © Shengliang Su
Vista para a circulação do pátio no segundo pavimento. Imagem © Shengliang Su
Circulação no segundo pavimento. Imagem © Shengliang Su
Circulação no segundo pavimento. Imagem © Shengliang Su

O conceito introvertido do Centro de Arte e Cultura de Shou foi uma escolha sensata para o futuro desenvolvimento imprevisível da área circundante. Ele também reflete a inclusão, e a vitalidade da antiga histórica de Shou, que resistiu ao tempo.

Pátio Posterior. Imagem © Shengliang Su
Pátio Posterior. Imagem © Shengliang Su
Vista do pátio posterior da circulação. Image © Shengliang Su
Vista do pátio posterior da circulação. Image © Shengliang Su

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Centro de Arte e Cultura de Shou / Studio Zhu-Pei" [Shou County Culture and Art Center / Studio Zhu-Pei] 16 Abr 2020. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/934833/centro-de-arte-e-cultura-de-shou-studio-zhu-pei> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.