Ampliar imagem | Tamanho original
O uso da luz e sua manipulação são capazes de alterar a percepção do espaço; os usuários percebem e sentem o espaço de formas diferentes dependendo de fatores como o acionamento e desligamento de fontes luminosas, variação de cores e composições. Como elemento constituinte em instalações temporárias, a luz atravessa os limites não só entre a arte e a arquitetura, mas também entre o tangível e intangível, podendo transformar os componentes do projeto e criar novas formas e padrões. Os tipos de iluminação utilizados em instalações temporárias são tão variados quanto suas possibilidades de manipulação e percepção visual: lâmpadas fluorescentes, LED e laser são apenas alguns dos exemplos mais utilizados para tais estruturas.  Conheça, a seguir 12, instalações temporárias que exploram o potencial da luz como elemento compositivo:  Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar