Ampliar imagem | Tamanho original
Breves notas sobre uma casa sem aparência.Trata-se de um projeto habitacional unifamiliar relativamente grande, com pouco mais de 500 m2 em um terreno de 1000 m2, estreito e comprido, com uma inclinação para o sul a partir da rua de entrada: ocupação máxima + extensão máxima + inclinação. Dois projetos de ordens diferentes se sobrepõem, no andar superior, uma sequência longitudinal baseada na bifurcação espacial, no andar inferior, uma configuração ramificada. Como resultado cria-se uma volumetria fraturada, governada pelo ritmo estrutural do telhado. Outras coisas importantes são o crescimento formal contra a inclinação do terreno, a entrada através do centro e as peles permeáveis que engrossam os limites do espaço. O nível superior é um pavilhão diurno com uma estrutura de telhado baseada em planos ou rodas de aço que percorre o piso em continuidade visual, com vistas longas através de uma sequência de espaços concatenados. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar