Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Criando jardins verticais e fachadas verdes com cabos de aço

Criando jardins verticais e fachadas verdes com cabos de aço

Com a alta densidade populacional das cidades e o apetite voraz do mercado por cada metro quadrado, não é incomum que a vegetação urbana seja algo deixado de lado. É por essa razão que florestas, hortas e jardins verticais venham despertando tanto interesse e figurado em propostas diversas. Utilizar o plano vertical para manter plantas parece uma saída coerente e de bom senso, sobretudo quando não há possibilidade de trazer o verde para o nível das pessoas, nas ruas.

Greenpeace Brasil / +K Arquitetos. Image © Ana Mello Cortesia de Jakob Cortesia de Jakob Images courtesy of Frasers Property Australia and Sekisui House Australia. Image © Simon Wood + 22

Centro Comunitário em Poggio Picenze / Burnazzi Feltrin Architetti. Image © Carlo Baroni
Centro Comunitário em Poggio Picenze / Burnazzi Feltrin Architetti. Image © Carlo Baroni
Greenpeace Brasil / +K Arquitetos. Image © Ana Mello
Greenpeace Brasil / +K Arquitetos. Image © Ana Mello

A vegetação em planos verticais funciona mais do que um adorno estético. As plantas barram uma parte da radiação solar que incide nas superfícies, tornando os espaços internos mais saudáveis e reduzindo a necessidade de condicionadores de ar, economizando em 30% a energia elétrica, por conta de resfriamento evaporativo e sombreamento [1]. Em frente a uma empena cega, ela pode diminuir a temperatura da alvenaria, reduzindo os ganhos de calor. Sobre uma abertura, ela pode filtrar a luz solar que adentraria o espaço. Opções de vegetações caducas são interessantes nesse caso, permitindo a entrada de radiação solar no inverno e a barrando no verão. Além de tornar a qualidade do ar melhor, as folhas também absorvem um pouco do som (pesquisas mostram a diminuição de até 5 dB), diminuindo o desconforto por conta de ruídos externos indesejáveis. Também proporciona que a fachada mude suas cores periodicamente, por conta das florações, atraindo abelhas e outros insetos tão importantes para o meio ambiente e a produção de alimentos.

Produtora Kana / AR Arquitetos. Image © Pedro Kok
Produtora Kana / AR Arquitetos. Image © Pedro Kok
Casa que respira / VTN Architects. Image © Hiroyuki Oki
Casa que respira / VTN Architects. Image © Hiroyuki Oki

Há sistemas de jardins verticais que utilizam bolsos de feltro, onde é inserido o substrato e as raízes das plantas se desenvolvem. Em outros, os próprios blocos de alvenaria ou outros elementos de fachada deixam espaço para o desenvolvimento das folhagens.

Mas uma forma bastante simples é a utilização de plantas trepadeiras e grades e cabos metálicos onde as plantas se aderem e crescem, até criarem uma cobertura vegetal vertical. O desenho é bastante simples. Usualmente há pequenas baias, onde são inseridos os substratos para as raízes das plantas se desenvolverem. Uma estrutura leve de metal galvanizado ou aço inoxidável, resistentes a intempéries e à corrosão, geralmente é afastada entre 5 e 20 cm da fachada, para permitir que a planta utilize o espaço livre adequadamente. 

Images courtesy of Frasers Property Australia and Sekisui House Australia. Image © Simon Wood
Images courtesy of Frasers Property Australia and Sekisui House Australia. Image © Simon Wood
Cortesia de Jakob
Cortesia de Jakob

Interessante atentar que cada espécie de trepadeiras requer um apoio diferenciado, para que possa se desenvolver da melhor forma possível. Há espécies que se agregam à superfície, sem qualquer tipo de apoio, enquanto outras se enrolam através do caule, das folhas ou mesmo através dos espinhos. Por isso, é imprescindível entender a espécie vegetal desejada, se ela se adapta bem ao clima local, à fachada escolhida, para então desenvolver a solução que mais se adeque a ela.

Cortesia de Jakob
Cortesia de Jakob
Edifício Residencial e Hotel Stadthaus M1 / Barkow Leibinger. Image © Ina Reinecke
Edifício Residencial e Hotel Stadthaus M1 / Barkow Leibinger. Image © Ina Reinecke

Veja, na galeria abaixo, alguns projetos que utilizam esse artifício para criar fachadas verdes através de grades e cabos de aço:

Notas
[1] https://www.jakob.com/ch-en/applications/details/greening

Galeria do Projeto

Ver tudo Mostrar menos
Sobre este autor
Cita: Eduardo Souza. "Criando jardins verticais e fachadas verdes com cabos de aço" 14 Fev 2020. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/933380/criando-jardins-verticais-e-fachadas-verdes-com-cabos-de-aco> ISSN 0719-8906
Ler comentários

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.