Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Manutenção das edificações: Como lidar com os danos mais comuns aos materiais?

Manutenção das edificações: Como lidar com os danos mais comuns aos materiais?

A manutenção da arquitetura e de seus materiais é uma parte inevitável de qualquer tipo de propriedade, de prédios e escritórios públicos a residências e apartamentos. É provável que ocorram danos quando entram em contato com o clima, mas também devido ao desgaste causado pelo uso diário, idade, má instalação ou outras circunstâncias imprevistas, e os reparos podem ser dispendiosos e desagradáveis.

No entanto, para manter uma boa aparência, evitar possíveis riscos à saúde e reduzir custos adicionais, recomenda-se que os proprietários reparem os danos à medida que se tornam visíveis ou tentem evitá-los antes que apareçam. Abaixo, compilamos uma lista de problemas e danos comuns, incluindo suas causas, medidas preventivas e métodos de reparo sugeridos.

© Martin Vorel © Flickr user Mike Mozart licensed under CC BY 2.0 Huguet Apartment / TEd’A arquitectes. Image © José Hevia via Shutterstock + 17

via Shutterstock
via Shutterstock

Telhas danificadas e vazamentos no telhado

Goteiras no telhado estão entre os danos mais comuns e mais temidos. Eles podem arruinar o isolamento, favorecer o aparecimento de mofo estufar os pisos, gerar poças, danificar forros e paredes interiores e apodrecer estruturas de madeira. Esses efeitos podem afetar negativamente a saúde de seus habitantes e causar sérios problemas a empresas ou organizações que colocam em risco seus trabalhadores, estudantes ou visitantes. Além disso, muitas de suas causas são inevitáveis e simplesmente aparecem com o tempo. Por exemplo, as telhas se expandem e contraem naturalmente com as mudanças de temperatura, criando fissuras, enquanto a exposição à luz solar intensa por anos pode derreter a impermeabilização asfáltica das coberturas. Outras causas, que também se aplicam a edifícios comerciais incluem deterioração das membranas danificadas, membranas danificadas ou estresse excessivo da neve acumulada, especialmente em áreas frias.

© Public Domain Pictures user Linnaea Mallette licensed under CC0 1.0
© Public Domain Pictures user Linnaea Mallette licensed under CC0 1.0

Há diversas medidas para prevenir e reparar vazamentos. Ao projetar uma casa, arquitetos e proprietários podem sugerir a incorporação de bordas de gotejamento ou beirais, que permitem que a água se afaste do teto e das paredes, respectivamente. Durante a instalação no telhado, os construtores devem garantir a instalação adequada de telhas e rufos, para evitar manutenção desnecessária. E após a conclusão, é aconselhável inspecionar os telhados anualmente, verificando a intermitência, a substituição de peças quebradas e a vedação de juntas desgastadas. No que diz respeito ao acúmulo de neve, os proprietários podem usar ancinhos de teto para remover manualmente neve e gelo, comprar produtos para derreter gelo ou até usar cabos de aquecimento nas bordas para impedir automaticamente o acúmulo.

© Wikimedia Commons user Duneburgensis licensed under CC BY 3.0
© Wikimedia Commons user Duneburgensis licensed under CC BY 3.0

Calhas entupidas

Calhas entupidas, intimamente relacionadas a vazamentos, também podem ser causadas pelo acúmulo de fenômenos naturais externos, como neve ou queda de folhas secas. O último caso é exacerbado pela proximidade das árvores e pode criar um ambiente favorável para o aparecimento de mofo, pragas e pássaros, enquanto o primeiro pode forçar o transbordamento de neve adicional e causar danos aos beirais, paredes e fundações. De fato, o acúmulo de neve pode causar a deformação das calhas, filtrando a água em cornijas, paredes internas e telhados.

© Kiza licensed under CC BY-SA 4.0
© Kiza licensed under CC BY-SA 4.0

As soluções para as calhas coladas são simples. Preventivamente, os proprietários podem instalar protetores de sarjeta e podar árvores regularmente para evitar o acúmulo de folhas. Com responsabilidade, é simplesmente recomendado limpar as calhas manualmente, de preferência antes que os danos iniciem.

© Martin Vorel
© Martin Vorel

Pisos quebrados e rachaduras

Como telhados, pisos de concreto podem ser suscetíveis a variações de temperatura e clima. Especialmente em climas frios, a água depositada no chão é filtrada por seus poros antes de congelar e expandir, causando danos graduais ao concreto circundante. Com o tempo, esse dano aparentemente microscópico começa a afetar a superfície, fazendo com que ela se separe em lacas e depois se desfaça, ou seja, descascando e se fraturando lentamente.

© Staff Sgt. Joshua Edwards
© Staff Sgt. Joshua Edwards

A melhor medida preventiva para esse problema é simplesmente garantir que o piso de concreto seja derramado adequadamente, usando juntas de controle para evitar acúmulo de água e, consequentemente, rachaduras. Esse "descasque" ou "derramamento" de material é relativamente fácil de reparar posteriormente, através do uso de resinas epóxi ou cimento modificado com polímero (a fim de melhorar suas características mecânicas). No caso de elementos estruturais, o aparecimento de rachaduras pode ser um sintoma de um grande problema. Estes devem ser verificados e reparados por um técnico treinado e evitar perfurar ou quebrar superfícies para inspecionar sem conhecimento ou experiência prévia. Por outro lado, a manutenção e o reparo de paredes de tijolos expostos podem ser realizados pelos próprios proprietários, tomando as devidas precauções.

via Shutterstock
via Shutterstock

Ladrilhos soltos

Os ladrilhos cerâmicos, que também se expandem e contraem com mudanças de temperatura, também são afetados pela quantidade de peso que suportam. Quando o peso suportado excede o peso que o ladrilho foi projetado a suportar, as peças individuais podem liberar-se do rejunte e da cola e acabam ficando soltas.

via Shutterstock
via Shutterstock

Ao instalar os azulejos, para evitar danos desnecessários, a superfície e a peça devem ser preparados adequadamente, usando o adesivo apropriado e as juntas corretas, com espaçadores. Se os proprietários perceberem que os azulejos começam a se soltar, eles podem ser substituídos manualmente por cola ou argamassa.

Huguet Apartment / TEd’A arquitectes. Image © Fernando Guerra | FG+SG
Huguet Apartment / TEd’A arquitectes. Image © Fernando Guerra | FG+SG

Pintura descascada

A pintura descascada não é apenas esteticamente desagradável: o pó da tinta também pode irritar os pulmões, enquanto as partículas em queda podem danificar os olhos. Em um caso extremo, isso pode afetar muito a saúde dos ocupantes do espaço. Esse fenômeno pode ser causado por vários fatores, incluindo danos causados pela água, umidade ou secura excessiva ou por altas temperaturas e luz solar intensa.

Para evitar esse problema, os instaladores precisam apenas se certificar de que a superfície esteja adequadamente preparada e que a tinta e a superfície sejam compatíveis. Se for observada pintura descascada, os proprietários devem verificar e reparar vazamentos, ventilar adequadamente a casa e remover e substituir a tinta antiga por uma nova camada o mais rápido possível.

© Flickr user Mike Mozart licensed under CC BY 2.0
© Flickr user Mike Mozart licensed under CC BY 2.0

No caso de edifícios públicos, comerciais ou grandes, uma das melhores maneiras de mitigar ou evitar esses problemas é contratar uma empresa de manutenção predial. A manutenção constante evita possíveis desastres e elimina tempo perdido, altos custos e o estresse de reparos de emergência. Algumas empresas de manutenção incluem dispositivos que identificam os pontos fracos ou afetados de um edifício e máquinas inteligentes que podem alcançar os cantos mais ocultos e as fachadas mais complexas.

© Falcon Lifts
© Falcon Lifts

Todas essas indicações parecem básicas, mas é importante considerá-las desde os estágios iniciais do projeto. Como arquitetos, devemos não apenas garantir que escolhemos materiais e produtos resistentes e adequados ao contexto da obra, mas que o projeto - por si só - deva ser capaz de evitar todos esses problemas ou, pelo menos, facilitar seus processos de limpeza para seus habitantes, manutenção, reparo e substituição dos elementos necessários.

Sobre este autor
Cita: Cao, Lilly. "Manutenção das edificações: Como lidar com os danos mais comuns aos materiais?" [Why is Building Maintenance Important?] 25 Fev 2020. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/932076/manutencao-das-edificacoes-como-lidar-com-os-danos-mais-comuns-aos-materiais> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.