Ampliar imagem | Tamanho original
Trata-se de um projeto que envolve “arquitetura não solicitada” motivado pela busca da pratica profissional de efetiva contribuição, por um compromisso ético de difusão do campo da arquitetura e do urbanismo e pelo enfrentamento, com uma perspectiva diferenciada, positiva e transversal multidisciplinar, dos prementes desafios que hoje se apresentam na escala local - global. O Doce_Ssa nasceu no contexto da Virada Sustentável 2018 Salvador, maior Festival de Desenvolvimento Sustentável, Educação e Cultura da América Latina, lastreado pelos 17 ODS ONU, como ação selecionada que envolveu intenso planejamento, projeto e construção non-profit, mobilizou diversos voluntários e especialistas, evoluindo para o interesse da agenda de Sustentabilidade e Inovação da Municipalidade.  Em consonância com os objetivos e levados a investigação, o confronto com o Projeto Honey Factory - projeto italiano de biomonitoramento urbano e didática ambiental, baseado na Apicultura (criação de abelhas com ferrão) – foi que revelou a Meliponicultura, no lugar da Apicultura, como protagonista na realidade brasileira em todo seu potencial de promoção de desenvolvimento sustentável. No âmbito arquitetônico, a falta de conhecimento acerca das abelhas nos fez compreender só após algum tempo que a configuração daquele objeto, com acesso das abelhas a 4,5 de altura do solo, como medida de segurança ao público, não se justificava no nosso território. Por serem espécies com o ferrão atrofiado, incapazes de ferroar o ser humano, nossas abelhas nativas podem estar presentes na zona urbana, em espaços públicos. Este aspecto influenciaria definitivamente a arquitetura proposta.  Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar