Ampliar imagem | Tamanho original
Texto por Mónica Arellano. O projeto da Escola Jojutla, desenhado por Alberto Kalach, é uma iniciativa que surge dos acontecimentos que abalaram o México após os terremotos de 2017 em diferentes regiões. Para isso, o escritório detectou algumas escolas que desabaram e iniciou uma pesquisa sobre como seria um protótipo que resistisse a acontecimentos futuros do tipo. Desse modo, foi pensada uma estrutura de arco, em ambas as direções, rígida e sólida, acompanhada por lajes aparentes. Por isso, a escolha do concreto como material principal foi uma resposta ideal, regida pelos conceitos de durabilidade e praticidade que permitiram criar espaços que moldam os percursos dos usuários, permitindo circulações fluídas e espaços versáteis. Por outro lado, o contraste do concreto com as portas, pergolados e treliças de madeira, combinado com a altura dos tetos e as circulações verticais que partem de formas helicoidais, formaram um sistema de ventilação cruzada generoso com o usuário e com o meio ambiente. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar