Ampliar imagem | Tamanho original
Uma pessoa que mora em Moema, bairro com uma das maiores concentrações de renda de São Paulo, vive 20 anos a mais do que uma pessoa que nasce em Cidade Tiradentes, extremo leste da capital. A cidade mais rica do Brasil expõe o quanto o país é desigual, e também o quanto o acesso às políticas públicas variam de acordo com o território onde se vive.  Desde 2012 mapeando a desigualdade na capital paulista, o Mapa da Desigualdade foi lançado no último dia 5, e traz 53 indicadores de 96 distritos de São Paulo. A iniciativa da Rede Nossa São Paulo utiliza dados abertos disponibilizados pela prefeitura e algumas de suas secretarias – e também a LAI (Lei de Acesso à Informação) – para medir o acesso à a direitos como cultura, educação e saúde.  “O Brasil é o país mais desigual do mundo e, ainda que esteja entre as dez maiores economias, parece incapaz de resolver ou encaminhar a questão da desigualdade social. Desigualdade esta que se agravou nos últimos tempos”, atentou Jorge Abrahão, coordenador do Instituto Cidades Sustentáveis. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar