Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Guia de arquitetura de Salvador: 25 lugares para conhecer na primeira capital do Brasil

Guia de arquitetura de Salvador: 25 lugares para conhecer na primeira capital do Brasil

Salvador é uma cidade marcada por uma falha geológica que a divide em duas: cidade alta e cidade baixa. Essa diferença de nível de aproximadamente 80 metros originou, desde o início da sua colonização, diferenças de usos e ocupações do solo nesse território - que foram se modificando ao longo dos anos com o desenvolvimento e expansão da cidade. A paisagem soteropolitana não é marcada apenas pela falha geológica, mas também é expressão de diferentes camadas de tempo: a primeira capital do Brasil, que completou 470 anos este ano, teve na sua arquitetura, ao longo da história, exemplares de diversos estilos e vertentes, como o neocolonial, barroco, neoclássico, eclético, moderno e contemporâneo.

Se você está planejando uma visita para Salvador ou é soteropolitano e gostaria de participar de passeios para conhecer melhor a arquitetura da cidade, os projetos “Prédios de Salvador”, do arquiteto Diego Viana; e “Arquitetura Soteropolitana”, do arquiteto Manuel Sá, são uma boa oportunidade. Os arquitetos organizam visitas guiadas a projetos modernos e contemporâneos na cidade através dos perfis no Instagram: @prediosdesalvador e @arquiteturasoteropolitana.

Salvador vista da Baía de Todos os Santos. © niltonsouza.com.br
Salvador vista da Baía de Todos os Santos. © niltonsouza.com.br

Reunimos aqui 25 lugares que todo arquiteto deveria conhecer em Salvador, que vão desde exemplares do séc. XVIII à projetos contemporâneos; de praças à edifícios educacionais; dos lugares famosos aos menos conhecidos e visitados. Uma lista plural e diversificada, assim como a capital baiana em seus diferentes aspectos. Confira:

Ladeira da Misericórdia / Lina Bo Bardi

Restaurante Coati, Ladeira da Misericórdia. via Architecture Paste Book
Restaurante Coati, Ladeira da Misericórdia. via Architecture Paste Book

A Ladeira da Misericórdia foi por muitos anos um importante ponto de conexão entre a cidade alta e a cidade baixa. Na década de 1980 Lina Bo Bardi interveio com a requalificação de imóveis que foram abandonados e a construção de um novo edifício, o restaurante Coati, com planta composta em círculos, envolta por uma dupla camada ondulada de concreto.

Centro de Exposições do Centro Administrativo da Bahia / João Filgueiras Lima (Lelé)

Centro de Exposições no Centro Administrativo da Bahia. Via arcoweb.com.br
Centro de Exposições no Centro Administrativo da Bahia. Via arcoweb.com.br

Destacado pelos balanços sustentados pelo engaste na torre central e pelos tirantes que contribuem para a estabilidade do edifício, esta obra, da década de 70, está à frente do seu tempo. 

Igreja do Centro Administrativo da Bahia / João Filgueiras Lima (Lelé)

Igreja do Centro Administrativo da Bahia. © Ricardo Amado
Igreja do Centro Administrativo da Bahia. © Ricardo Amado

A igreja é formada por “pétalas” de concreto, a partir de uma estrutura independente, dispostas segundo um helicoide ascendente. Elevadas uma em relação a outra, proporcionam uma iluminação tangencial para o interior do espaço.

Secretarias do Centro Administrativo da Bahia / João Filgueiras Lima (Lelé)

Secretarias do Centro Administrativo da Bahia. © Thiago Mendes, via Flickr; Licença Creative Commons
Secretarias do Centro Administrativo da Bahia. © Thiago Mendes, via Flickr; Licença Creative Commons

Neste conjunto de secretarias, Lelé utilizou os princípios construtivos pelos quais é conhecido: pré-fabricação e modulação, com uso de concreto aparente e detalhes metálicos. 

Sede da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (CHESF) / Assis Reis

Sede da CHESF. Cortesia de Acervo Assis Reis
Sede da CHESF. Cortesia de Acervo Assis Reis

Os tijolos formam a expressão máxima da linguagem arquitetônica do edifício. Essa característica de exposição in natura dos materiais, sem acabamentos, também se apresenta na estrutura de concreto protendido pré-fabricado e nas instalações aparentes.

Solar do Unhão / Lina Bo Bardi

Solar do Unhão. © Manuel Sá
Solar do Unhão. © Manuel Sá

Lina Bo Bardi realizou a reforma de um antigo casarão do séc. XVI para abrigar o atual Museu de Arte Moderna da Bahia. A intenção era criar um museu-escola com o intuito de incentivar e expor a produção regional, com oficinas que acontecem até hoje. O destaque arquitetônico vai para a escada de madeira projetada por Lina, com encaixes inspirados nos carros de boi, sem pregos.

Faculdade de Arquitetura da UFBA / Diógenes Rebouças

Faculdade de Arquitetura da UFBA. © Manuel Sá
Faculdade de Arquitetura da UFBA. © Manuel Sá

O edifício foi projetado na década de 1960 e concluído na década de 1970. A composição de materiais em estado bruto como o concreto armado e tijolos - utilizados para proteção da incidência solar direta - é adotada também em outros edifícios do campus da UFBA.

Biblioteca da UFBA / Luiz Dourado, Fernando José Fahel e Maria Cristina Machado

Biblioteca da UFBA. © Diego Viana Gomes
Biblioteca da UFBA. © Diego Viana Gomes

A materialidade bruta do edifício está presente na estrutura modular de concreto armado e nos tijolos não revestidos, mas tem maior destaque nos painéis que revestem a fachada em um desenho geométrico, com o objetivo de proteger a biblioteca da luz solar direta.

Ladeira da Barroquinha / Metro Arquitetos Associados

Ladeira da Barroquinha. © Ilana Bessler
Ladeira da Barroquinha. © Ilana Bessler

O desenho da escadaria é resultado da organização dos usos: uma confortável escada contínua que permite uma caminhada rápida que se desdobra em uma sequência de platôs que insinuam um caminhar mais lento.

Casa do Carnaval / A&P Arquitetura e Urbanismo

Casa do Carnaval. © Manuel Sá
Casa do Carnaval. © Manuel Sá

Com vista para a Baía de Todos os Santos, a Casa do Carnaval é uma adaptação de uma edificação eclética localizada no centro histórico de Salvador. O programa é um museu que conta a história do carnaval de Salvador e abriga atividades relacionadas à festa.

Casa do Rio Vermelho / Gilberbet Chaves

Casa do Rio Vermelho. © Xico Diniz
Casa do Rio Vermelho. © Xico Diniz

A antiga casa de Jorge Amado e de Zélia Gattai hoje funciona como um museu que conta a história do casal e da sua produção artística e literária. 

Museu Rodin / Brasil Arquitetura

Museu Rodin. © Nelson Kon
Museu Rodin. © Nelson Kon

O projeto é fruto do restauro de um antigo palacete e construção de uma nova edificação, conectados por uma passarela de concreto protendido, sem pilares de apoio.

Praça da Sé / Assis Reis e Márcia Reis

Vista aérea da Praça da Sé. Cortesia de Acervo Assis Reis
Vista aérea da Praça da Sé. Cortesia de Acervo Assis Reis

A praça foi construída no lugar onde existia a antiga Igreja da Sé, construída no séc. XVI e destruída para a passagem de uma linha de bonde na década de 1930. O projeto possibilita a visualização das ruínas das fundações da antiga igreja. 

Terreiro de Jesus / Burle Marx

Terreiro de Jesus. © Leonardo Finotti
Terreiro de Jesus. © Leonardo Finotti

Parada obrigatória para os turistas, o Terreiro de Jesus está localizado no coração do centro histórico de Salvador. O desenho original do paisagista Burle Marx é do início da década de 50 e tem como característica principal sua famosa composição com pedras portuguesas.

Hospital Sarah Kubitschek / João Filgueiras Lima (Lelé)

Hospital Sarah Kubitschek. © Nelson Kon
Hospital Sarah Kubitschek. © Nelson Kon

A combinação de sheds metálicos ondulados e brises na conformação da cobertura são alguns dos motivos pelos quais o projeto é referência de como um edifício hospitalar pode, através da arquitetura, ter bons parâmetros de conforto térmico.

Colina Sagrada / Sotero Arquitetos

Colina Sagrada. © Leonardo Finotti
Colina Sagrada. © Leonardo Finotti

A praça na frente da Igreja do Senhor do Bonfim possui uma pavimentação em pedras portuguesas, com desenhos que dialogam com o mobiliário urbano que integra banco, poste de iluminação e lixeira no mesmo elemento.

Edifício Otacílio Gualberto / Diógenes Rebouças

Edifício Otacílio Gualberto. © Diego Viana Gomes
Edifício Otacílio Gualberto. © Diego Viana Gomes

O edifício, projetado na década de 50, tem as fachadas compostas por brises de alumínio verticais alternados com cobogós cerâmicos, em um volume elevado do solo por pilotis.

Igreja do São Francisco / Francisco Pinheiro

Igreja do São Francisco. © Rosino, via Wikimedia Commons
Igreja do São Francisco. © Rosino, via Wikimedia Commons

Com um imponente interior, trabalhado em entalhes dourados, a Igreja do São Francisco é um exemplar da arquitetura barroca brasileira, construído entre os séculos XVII e XVIII. Seu espaço interno ornamentado contrasta com o exterior mais sóbrio.

Edifício Caramuru / Paulo Antunes

Edifício Caramuru. © Diego Viana Gomes
Edifício Caramuru. © Diego Viana Gomes

Localizado no bairro do Comércio, o edifício Caramuru foi premiado com a menção honrosa na 1º Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo. O edifício da década de 40 possui uma “pele” composta por grelhas metálicas intercaladas que protegem a fachada da radiação direta.

Basílica Santuário do Senhor do Bonfim

Basílica Santuário do Senhor do Bonfim. © cristianopernalonga, via Flickr; Licença Creative Commons
Basílica Santuário do Senhor do Bonfim. © cristianopernalonga, via Flickr; Licença Creative Commons

Construída entre 1746 e 1772, a Basílica é conhecida pelas tradicionais “fitinhas” do Senhor do Bonfim amarradas pelos visitantes ao seu gradil externo.

Casa do Comércio / Jader Tavares, Otto Gomes e Fernando Frank

Casa do Comércio. Imagem: Susanna Moreira
Casa do Comércio. Imagem: Susanna Moreira

A imponente estrutura do edifício é o seu elemento de destaque: as vigas metálicas formam balanços em diferentes níveis em todas as fachadas do edifício. A forma do edifício, composta por esses balanços, o diferencia do seu entorno.

Teatro Castro Alves / José Bina Fonyat Filho

Teatro Castro Alves. © Diego Viana Gomes
Teatro Castro Alves. © Diego Viana Gomes

Projetado nos anos 1950, o teatro foi inaugurado apenas em 1967 devido a um incêndio dias antes da sua inauguração, prevista para 1959. O teatro é caracterizado por uma forma triangular nas fachadas laterais que além de ser resultado do desenho da platéia, funciona como cobertura para o espaço abaixo.

Casa do Benin / Lina Bo Bardi

Casa do Benin. © Gabriel de Andrade Fernandes, via Flickr; Licença Creative Commons
Casa do Benin. © Gabriel de Andrade Fernandes, via Flickr; Licença Creative Commons

Inaugurada em 1988, a casa possui um programa composto por salas de exposição, auditório, sala multiuso e restaurante. O acervo é composto por peças originárias do Golfo do Benin, colecionadas pelo fotógrafo francês Pierre Verger e peças relacionadas à cultura afrodiaspórica doadas por artistas e instituições.

Edifício Garagem Otis / Diógenes Rebouças

Edifício Garagem Otis. © Diego Viana Gomes
Edifício Garagem Otis. © Diego Viana Gomes

Localizado no bairro do Comércio, na cidade baixa, o edifício garagem projetado na década de 70 é composto por uma estrutura em concreto armado aparente e fachadas de tijolos cerâmicos.

Roberto Alban Galeria / Foguel Reis e Sá Arquitetura

Roberto Alban Galeria. © Xico Diniz
Roberto Alban Galeria. © Xico Diniz

O espaço da galeria permite realizar exposições das diversas linguagens artísticas contemporâneas brasileiras. São 1.500m² de área em três pavimentos, com pé direito de 8 metros na sala principal.

Veja a seguir um resumo dos 25 lugares para visitar em Salvador:

  • Ladeira da Misericórdia / Lina Bo Bardi
  • Centro de Exposições do Centro Administrativo da Bahia / João Filgueiras Lima (Lelé)
  • Igreja do Centro Administrativo da Bahia / João Filgueiras Lima (Lelé)
  • Secretarias do Centro Administrativo da Bahia / João Filgueiras Lima (Lelé)
  • Sede da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (CHESF) / Assis Reis
  • Solar do Unhão / Lina Bo Bardi
  • Faculdade de Arquitetura da UFBA / Diógenes Rebouças
  • Biblioteca da UFBA / Luiz Dourado, Fernando José Fahel e Maria Cristina Machado
  • Ladeira da Barroquinha / Metro Arquitetos Associados
  • Casa do Carnaval / A&P Arquitetura e Urbanismo
  • Casa do Rio Vermelho / Gilberbet Chaves
  • Museu Rodin / Brasil Arquitetura
  • Praça da Sé / Assis Reis e Márcia Reis
  • Terreiro de Jesus / Burle Marx
  • Hospital Sarah Kubitschek / João Filgueiras Lima (Lelé)
  • Colina Sagrada / Sotero Arquitetos
  • Edifício Otacílio Gualberto / Diógenes Rebouças
  • Igreja e do São Francisco / Francisco Pinheiro
  • Edifício Caramuru / Paulo Antunes
  • Basílica Santuário do Senhor do Bonfim
  • Casa do Comércio / Jader Tavares, Otto Gomes e Fernando Frank
  • Teatro Castro Alves / José Bina Fonyat Filho
  • Casa do Benin / Lina Bo Bardi
  • Edifício Garagem Otis / Diógenes Rebouças
  • Roberto Alban Galeria / Foguel Reis e Sá Arquitetura

Galeria do Projeto

Ver tudo Mostrar menos
Sobre este autor
Cita: Susanna Moreira. "Guia de arquitetura de Salvador: 25 lugares para conhecer na primeira capital do Brasil" 30 Out 2019. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/927318/guia-de-arquitetura-de-salvador-25-lugares-para-conhecer-na-primeira-capital-do-brasil> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.