Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Painéis de madeira: As diferenças entre MDF, MDP, Compensado e OSB

Painéis de madeira: As diferenças entre MDF, MDP, Compensado e OSB

Temos visto uma maior atenção com a utilização da madeira na construção civil de alguns anos para cá. Com todas as preocupações em relação à sustentabilidade e a pegada de carbono nas edificações, novos métodos construtivos têm sido desenvolvidos junto a possibilidades inovadoras no uso deste material. De fato, a madeira pode ser considerada um material renovável, desde que a exploração seja sustentável, e se tomado alguns cuidados no seu manejo, permitindo que as florestas se regenerem naturalmente. Mas é a versatilidade da madeira é o que a torna tão onipresente nas edificações. De tábuas, vigas, assoalhos, até a telhas e isolantes térmicos e acústicos, a madeira pode estar presente em diversas etapas da obra e com distintos graus de processamento e acabamento.

OSB. Image © ArchDaily Compensado. Image © ArchDaily Aglomerado. Image © ArchDaily MDF. Image © ArchDaily + 26

© ArchDaily
© ArchDaily

No caso da fabricação de móveis, fechamento de paredes, forros e até para pisos, utilizar chapas é uma forma barata e funcional de incorporar a madeira nas construções. Há diversas opções no mercado e cada uma das chapas utiliza um processo de fabricação distinto, seja através de fibras, partículas, fragmentos ou folhas e possui usos específicos. Abaixo, fizemos uma seleção das chapas de madeira mais utilizadas, suas características e usos principais:

MDF  (Medium Density Fiberboard)

MDF. Image © ArchDaily
MDF. Image © ArchDaily

As chapas de MDF são formadas por fibras de madeira unidas através de resina sintética e compactadas pela ação da pressão e calor, resultando em placas maciças e bastante uniformes, com bom acabamento e durabilidade. Como as fibras estão orientadas aleatoriamente, isso permite o corte na máquina em quaisquer direções, e uma superfície lisa ao toque. Não resiste bem à água, mas há opções de mercado que são mais resistentes à umidade e mesmo ao fogo, por exemplo. 

© Giorgo Papadopoulos. Image Gallery of ORL Clinic / Mal-Vi Architects
© Giorgo Papadopoulos. Image Gallery of ORL Clinic / Mal-Vi Architects

Atualmente é o material mais utilizado para marcenarias, já que permite diversos acabamentos, como pintura simples e laqueada, colagem de lâminas naturais ou melamínicas ou mesmo a impressão de padrões. Mas também pode ser utilizado para painéis de parede e para portas, por exemplo.

© Nelson Kon. Image Edifício de apartamentos em Lugano / SPBR Arquitetos + Baserga Mozzetti Architetti
© Nelson Kon. Image Edifício de apartamentos em Lugano / SPBR Arquitetos + Baserga Mozzetti Architetti

Muito semelhante ao MDF, o HDF (High Density Fiberboard) possui o diferencial no processo de fabricação de receber uma pressão maior, o que torna as chapas mais resistentes, suportando mais peso e vencendo vãos maiores.

Aglomerado e MDP (Medium Density Particleboard)

Aglomerado. Image © ArchDaily
Aglomerado. Image © ArchDaily

O aglomerado é o resultado da prensagem de resíduos da madeira, como serragem e pó, com resina e cola. Com o tempo este material perdeu muito espaço para outras chapas, como o MDF ou o seu substituto mais próximo, o MDP. Pode receber pinturas e vernizes, mas não a colagem de lâminas, já que a superfície não é tão lisa e uniforme. A principal vantagem com relação ao aglomerado é seu baixo custo. Os usos se assemelham ao MDF, mas deve-se utilizar ferragens específicas para o material para um resultado satisfatório.

© Koichi Torimura. Image House of Light Truss / Ikeda Yukie Ono Toshiharu Architects
© Koichi Torimura. Image House of Light Truss / Ikeda Yukie Ono Toshiharu Architects
© Rien van Rijthoven. Image Toast / Stanley Saitowitz | Natoma Architects
© Rien van Rijthoven. Image Toast / Stanley Saitowitz | Natoma Architects

Semelhante às chapas de aglomerado, os painéis de MDP também são feitos de partículas de madeira, compactadas com resina sintética e prensadas com calor, com a diferença que as partículas finas se acomodam nas faces, e as mais grossas, no miolo. Isso permite um melhor acabamento, estanqueidade ao painel e mais possibilidades de aplicação revestimentos. Não é tão resistente à umidade e pode possuir algumas imperfeições.

Os painéis resultantes são muito utilizados na produção de móveis simples (sem formas mais trabalhadas e entalhes).

Compensado 

Compensado. Image © ArchDaily
Compensado. Image © ArchDaily

As chapas de compensado são formadas de lâminas de madeira sobrepostas e perpendiculares entre si, unidas por cola e prensadas com calor. Utilizando o mesmo raciocínio da Madeira Laminada Cruzada, as fibras em direções cruzadas permitem que a chapa suporte tensões maiores.

© Brett Boardman. Image 3x2≠3+3 House / panovscott
© Brett Boardman. Image 3x2≠3+3 House / panovscott

Seu uso é bastante variado. Pode ser usado para móveis, pisos, forros, portas, bancadas, entre outros. Pode receber pintura e a colagem de lâminas naturais ou de melamina.

© i29 l interior architects. Image Home 09 / i29 | interior architects
© i29 l interior architects. Image Home 09 / i29 | interior architects

OSB (Oriented Strand Board)

OSB. Image © ArchDaily
OSB. Image © ArchDaily

O OSB possui uma estética bastante característica que vem sendo cada vez mais incorporada na arquitetura. Tratam-se de lascas de madeira prensadas em camadas perpendiculares e unidas com resina aplicada sob alta pressão e temperatura. Apresenta boa resistência mecânica e rigidez., além de boa capacidade de isolamento acústico, não possuir espaços vazios em seu interior, sem nós ou fendilhados, e ser bastante uniforme. É também ecologicamente correto e reciclável e durável em áreas externas, podendo receber chuvas. No entanto, por ter uma superfície rugosa, é inviável a aplicação de produtos laminados. 

© Cristina BeltránCadam. Image Apartment Renovation For a Musician / DTR_studio arquitectos_
© Cristina BeltránCadam. Image Apartment Renovation For a Musician / DTR_studio arquitectos_

O OSB permite usos desde em tapumes e barracões de obras, estruturas para pisos de madeira ou carpete, até para estruturas e acabamentos de móveis.

Galeria do Projeto

Ver tudo Mostrar menos
Sobre este autor
Cita: Eduardo Souza. "Painéis de madeira: As diferenças entre MDF, MDP, Compensado e OSB" 15 Out 2019. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/926416/paineis-de-madeira-as-diferencas-entre-mdf-mdp-compensado-e-osb> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.