Ampliar imagem | Tamanho original
A 12ª Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo ocupou dois dos edifícios de uso público mais emblemáticos da capital paulistana. Uma grande exposição com trabalhos oriundos de diversas partes do mundo permanece montada até 8 de dezembro no Centro Cultural São Paulo - CCSP, ao passo o Sesc 24 de Maio foi ocupado por uma dezena de instalações e dispositivos concebidos especificamente para o edifício e seus arredores.  Mostramos aqui os 10 dispositivos que transformaram o espaço do Sesc 24 de Maio, criando tensões e estabelecendo narrativas em um dos espaços de uso público mais intenso do centro de São Paulo. As obras se dividem nos três eixos que norteiam a Bienal: Relatos do cotidiano, Materiais do dia a dia, e Manutenções diárias. Relatos do cotidiano O que vemos, o que nos olha  Por: Adamo-Faiden (Argentina) e Vão (São Paulo, Brasil); Sebastián Adamo, Marcelo Faiden, Gustavo Delonero, Anna Juni, Enk te Winkel. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar