Ampliar imagem | Tamanho original
Esta residência de 450m2 está localizada em um terreno de esquina, em um condomínio fechado da região de Adrogué, Buenos Aires. Sua implantação em "L" permite abraçar o jardim central da casa de fora para dentro. De um lado, uma fachada quase cega, de concreto aparente, em relação à rua principal de acesso ao bairro, permite fechar o trânsito e as vistas exteriores. Na outra rua, um beco sem saída tranquilo com menos vizinhos, a fachada se torna mais transparente e permeável. A continuidade interior-exterior, tema em que queríamos focar, foi trabalhada por meio de fachadas que se abrem, deslizam ou são perfuradas, gerando filtros diferentes que filtram a luz, controlam a vista e oferecem diferentes profundidades e dinamismo a esta casa . A chegada a uma casa é sempre uma oportunidade de "celebrar o acesso". Nesse caso, com dois pátios verdes, articula-se um salão que está localizado entre essas duas lacunas e divide as áreas comuns do setor mais íntimo. Ambos fornecem luz e vegetação, frescor ... fundindo o espaço interior com o exterior. A área do dormitório foi programada em um bloco cego, em contato direto com o solo. Um "revestimento" metálico de chapas microperfuradas serve como proteção solar, fechando toda a fachada como um sistema de segurança. No volume das áreas comuns, foi decidido elevar meio nível para enterrar a área de serviço e a garagem obtendo vistas mais longas em direção ao jardim. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar