Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Primeiro lugar no concurso para a requalificação do Vale do Rio Jundiaí

Primeiro lugar no concurso para a requalificação do Vale do Rio Jundiaí

A Prefeitura de Jundiaí em parceria com o IABsp organizou um concurso de ideias para o Vale do Rio Jundiaí com o objetivo de promover uma nova proposta de desenho para o local, considerando tanto o contexto regional, dentro do aglomerado urbano, quanto sua relação com a vida do seu entorno imediato.

A equipe liderada por Marie Caroline Lartigue e composta por Giovanna Helena Benedetti de Albuquerque, Luiz Felipe do Nascimento e Luiz Filipe Rampazio foi premiada com o primeiro lugar. Veja, a seguir, a proposta vencedora acompanhada do memorial descritivo.

Cortesia de Marie Caroline Lartigue
Cortesia de Marie Caroline Lartigue

Da equipe: O projeto do Parque Metropolitano do Vale do Rio Jundiaí se desenvolve como resposta à necessidade de repensar a relação do meio urbano com seu rio e corpos d’água. Através da análise da ocupação urbana notamos deficiências que corroboram para um tecido pouco coeso, onde o rio não é protagonista da paisagem, mas deixado em segundo plano pela marginal, articuladora desse eixo norte-sul. Não obstante, esse caráter rodoviarista divide seu papel estruturador da malha urbana com a ferrovia, próxima e linear ao rio. É, portanto, elemento igualmente importante para a compreensão das problemáticas e potencialidades da área.

Cortesia de Marie Caroline Lartigue
Cortesia de Marie Caroline Lartigue

O Vale do Rio Jundiaí é ocupado por vias de trânsito expresso, com calçadas pequenas e pouco qualificadas, vegetação escassa e travessias limitadas. Os lotes que compõem suas margens possuem ocupação esparsa, em muitos casos se tratando de grandes glebas subutilizadas ou grandes estruturas ensimesmadas, tornando a área erma e pouco atrativa. Com exceção do jardim botânico e algumas pontuais praças recentemente construídas nas bordas, não há significativos espaços livres de uso público ou áreas vegetadas acessíveis, muito menos contato direto ou indireto com a água dos rios e córregos que compõe o sistema. O centro histórico da cidade por sua vez, se vê segregado da área do vale e região leste: a ferrovia, a marginal e o rio conformam atualmente barreiras físicas, sobretudo para o pedestre.

Cortesia de Marie Caroline Lartigue
Cortesia de Marie Caroline Lartigue

A proposta buscou reverter essa dinâmica, propondo um sistema que engloba a criação de vias, espaços livres públicos, áreas verdes, novas transposições do rio e da ferrovia, requalificação de estruturas existentes, integração ao patrimônio ferroviário local e uma ocupação urbana organizada e consciente.

Cortesia de Marie Caroline Lartigue
Cortesia de Marie Caroline Lartigue

Para reconfigurar o sistema viário de modo que integre as diversas formas de mobilidade, foram determinadas algumas premissas. Partimos da previsão de que o trecho da CPTM entre Jundiaí e Campinas passará a transportar passageiros. Uma nova estação para o trem é então proposta próxima ao Jardim Botânico e ao Sesc. A relevância da Av. Antônio Frederico Ozanam para conexão entre municípios é então questionada, podendo ter um caráter mais local, com leito carroçável mais estreito, nivelado em alguns trechos com a calçada e com velocidade reduzida. As novas travessias contribuem para desacelerar o fluxo de automóveis e priorizar pedestre e ciclistas. É também proposto um novo modal de transporte, o veículo leve sobre pneus (VLP) que se interliga aos sistemas de ônibus municipais e de longa distância, com paradas nos terminais existentes, assim como às estações de trem.

Cortesia de Marie Caroline Lartigue
Cortesia de Marie Caroline Lartigue

Ao passo em que a via ao longo do rio é alterada, as calçadas têm suas dimensões adequadas, é possível implementar um parque linear, formando um sistema de espaços livres públicos e vegetados, integrando massas de vegetação e áreas verdes acessíveis existentes e incorporando lotes lindeiros vazios ou subutilizados para nova urbanização e adensamento. Cambia-se a relação com o Rio Jundiaí e seus afluentes, na medida em que requalifica suas margens, regulariza o sistema de águas e o aproxima fisicamente das pessoas.

Galeria do Projeto

Ver tudo Mostrar menos
Sobre este autor
Cita: Romullo Baratto. "Primeiro lugar no concurso para a requalificação do Vale do Rio Jundiaí" 14 Set 2019. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/924824/primeiro-lugar-no-concurso-para-a-requalificacao-do-vale-do-rio-jundiai> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.