Ampliar imagem | Tamanho original
Brasília é sempre objeto de interesse de arquitetos de todo o mundo. A prova disto é a quantidade volumosa de publicações feitas sobre a nova capital do Brasil ao longo dessas quase seis décadas de inauguração. Sobre a cidade de Brasília, ficam as perguntas[1]: Quem falou sobre a cidade? Quem criticou sua construção? Como os brasileiros interpretaram a ideia de uma nova capital? O levantamento de seus debatedores possui o objetivo de compreender melhor o ‘Estado da Arte’ das interpretações sobre a arquitetura no Brasil. Em um horizonte futuro, este tipo de olhar historiográfico versa levantar perguntas e a elaboração de um olhar crítico para as formas mais usuais de leitura sobre a arquitetura moderna no Brasil. Os livros e os leitores Este ensaio está estruturado a partir de cinco pontos de discussão da historiografia de Brasília. Esses pontos, denominados aqui de ‘cenas’, compreendem períodos comuns sobre a cidade – ou seja, publicações que apresentam leituras e narrativas semelhantes. Ainda que existam trabalhos na mesma ‘cena’ que apresentam algumas distinções, é certo que este agrupamento propõe um olhar para uma genealogia da nossa historiografia e dos debates sobre a cidade de Juscelino Kubitschek.  Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar