Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Museu Mitológico / ZROBYM architects

Museu Mitológico / ZROBYM architects

© Alexandra © Alexandra © Alexandra © Alexandra + 20

  • Arquitetos: ZROBYM architects
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área: 68.0 m2
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano: 2017
  • Fotógrafo Fotografias: Alexandra
  • Equipe de projeto

    Alexey Korablev, Roman Mohamad
  • Cliente

    BAA “Country Escape”
Mais informações Menos informações
© Alexandra
© Alexandra

Descrição enviada pela equipe de projeto. O Museu Mitológico é um projeto que faz referencia a cultura pré-cristã na Bielorússia, sobre as antigas crenças do povo que originalmente habitava a região e sobre a maneira como eles viviam. Atualmente pouco se sabe sobre o paganismo, e menos ainda se procura saber sobre este importante momento na história da humanidade. O edifício-museu implantado na Reserva Natural de Berezinsky, na Bielorrússia, é um projeto único desenvolvido pela equipe da ZROBYM architects com a pretensão de preencher esta lacuna. Acredita-se que os povos pré-cristãos da região viviam principalmente em fazendas ou pequenas aldeias, por isso, os arquitetos decidiram por reformar uma antiga casa isolada em meio a floresta e transforma-la na sede do novo Museu. Durante a reforma da estrutura existente, todas as janelas foram fechadas, instigando a curiosidade de quem a vê de fora. Conceitualmente, por outro lado, as janelas fechadas refletem a tentativa de se ocultar aos olhos de todos, as histórias do nosso passado.

© Alexandra
© Alexandra

Em contraste a este objeto misterioso, projetamos um novo acesso ao museu, como se esta mesma casa estivesse se desmaterializando no espaço e ao mesmo tempo, se transformando em um novo templo. A ideia aqui é mostrar a sobreposição de duas diferentes culturas e crenças: uma que ficou perdida em algum lugar do passado e outra, que se desenvolveu à partir dela. É como se adentrássemos em um edifício incoerente, em um tempo dissonante; é uma provocação à maneira como percebemos o mundo a nossa volta. Uma árvore atravessa este templo - ela é o principal símbolo dos povos pré-cristãos. No entendimento da religião pagã, a árvore é a união entre três mundos: o mundo subterrâneo, o terreno e o celestial. Mas crenças pagãs já não existem em nosso mundo, e o tronco sem vida que aqui permanece, é só uma lembrança daquilo que um dia existiu. Uma árvore sem vida, uma crença que está desaparecendo da face da terra. O paganismo foi combatido e seus símbolos derrubados, substituídos por outra crença, outros deuses. Este tempo parece ter sido queimado e suas paredes pretas, como o carvão, parecem prestes a desaparecer na escuridão do esquecimento.

© Alexandra
© Alexandra
© Alexandra
© Alexandra

No interior do edifício, o museu foi dividido em três salas temáticas que fazem menção aos três mundos anteriormente mencionados: o subterrâneo, o terreno e o celestial. Cada espaço conta com representações dos homens que viveram nesta época. Buscamos inspiração em fábulas e lendas, figuras míticas e eventos sobrenaturais que representavam os mistérios do mundo, as perguntas para as quais não haviam respostas.

© Alexandra
© Alexandra

Em frente ao museu há um painel em forma de livro aberto mas as informações contidas nele estão escritas de forma espelhada. É preciso olhar no espelho para que as informações se façam legíveis, como se tivesses que decodificar as memórias de um passado que já se perdeu. No pátio de acesso, bancos assumem a forma de diferentes constelações. Isso porque muitos dos mitos, e das crenças pagãs encontram ressonância nos astros, principalmente nas constelações que nos são mais familiares. Um pouco mais além encontra-se o caminho mitológico, um portal de acesso para a reserva natural, uma paisagem repleta de densas florestas, pântanos e pradarias. Ao longo da trilha que culmina no museu, foram implantadas várias esculturas de criaturas mitológicas para que os visitantes se habituem com o contexto do museu. Em meio ao portal, ladeado por troncos e espelhos que se refletem infinitamente, os visitantes atravessam uma fronteira para outra dimensão, um caminho reflexivo em direção ao passado.

© Alexandra
© Alexandra

Galeria do Projeto

Ver tudo Mostrar menos

Localização do Projeto

Endereço: -

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Museu Mitológico / ZROBYM architects" [Mythological Museum / ZROBYM architects] 07 Set 2019. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/922853/museu-mitologico-zrobym-architects> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.