Ampliar imagem | Tamanho original
O filme “Melting Souls” de François-Xavier Destors venceu o galardão de Melhor Documentário na 7ª edição do Arquiteturas Film Festival, que decorreu de 4 a 9 de junho no Cinema São Jorge, em Lisboa. O Júri, composto pela arquiteta Ana Tostões, Presidente do DOCOMOMO Internacional, o geógrafo Álvaro Domingues, a arquiteta Isabel Barbas, o realizador Gerrit Messiaen, a artista e realizadora Petra Noordkamp e o arquiteto Tiago Oliveira, em representação da Secção Regional Sul da Ordem dos Arquitectos (OASRS), considerou-o um “filme-documentário que nos coloca perante um paradoxo: da impossibilidade de nos vermos a viver em Norilsk, à sensação de que poderíamos ter ali a nossa experiência mais extrema". "Do corte à montagem, das sequências fílmicas à intriga subterrânea, este filme reflete sobre as transformações na Rússia de Putin e a vida numa sociedade em que não se respira. A banda sonora do jovem músico e residente de Norilsk aumenta a complexa relação amor-ódio", salientaram os jurados. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar