Ampliar imagem | Tamanho original
É tudo muito recente: faz menos de um ano que uma família francesa se tornou a primeira do mundo a morar em um casa impressa em 3D - aliás, há menos de 20 anos, casas impressas em 3D eram um sonho longínquo. Mas essa nova tecnologia vem sendo desenvolvida rapidamente e desponta como uma possível contribuição à crise habitacional em todo o mundo. A empresa chinesa WinSun foi a primeira a construir uma casa impressa em 3D: em 2013, imprimiu 10 habitações em um período de 24 horas. As casas exigiram montagem humana, pois as paredes foram impressas na fábrica e transportadas para os respectivos locais. Em 2018, a startup Apis Core, de São Francisco, construiu com sucesso uma residência in loco, na Rússia em um dia, custando cerca de US $ 10 mil. Dubai criou um plano para que um quarto dos novos edifícios da cidade sejam impressos em 3D até 2025. A iniciativa foi criada para promover o status dos Emirados Árabes Unidos e Dubai como um centro de tecnologia de impressão 3D - A cidade pretende se tornar líder mundial em impressão 3D na construção civil. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar