Ampliar imagem | Tamanho original
O termo identidade se presta a diversas definições segundo as diversas áreas disciplinares. As discussões sobre o termo na teoria social frequentemente foram apropriadas pelo campo do patrimônio cultural. Assim, é útil acompanhar a dinâmica de transformação dessa expressão no campo das ciências sociais. Nesse caso, identidade se relaciona com a concepção que o indivíduo tem de si mesmo e do seu pertencimento e sua afiliação a grupos.  Dicionário Iphan do Patrimônio Cultural: o que é "autenticidade" Dicionário Iphan do Patrimônio Cultural: o que é "bem cultural" Dicionário Iphan do Patrimônio Cultural: o que é "cultura popular" Dicionário Iphan do Patrimônio Cultural: o que é "gentrificação" É possível dizer que, nos Estados pré-modernos, as identidades eram proporcionadas pelo nascimento. Fazer da “identidade” uma tarefa para toda a vida foi, segundo Bauman (2005, p. 56), um ato de “libertação da inércia dos costumes tradicionais, das autoridades imutáveis, das rotinas preestabelecidas e das verdades inquestionáveis”. O “sujeito do Iluminismo” é a noção do ser humano considerado um indivíduo totalmente unificado, “dotado das capacidades de razão, de consciência e de ação” (HALL, 2001, p. 10). Nesse caso, o núcleo interior do indivíduo, que nascia com ele, desenvolvia-se, mas permanecendo, em essência, o mesmo ao longo da vida da pessoa, era a sua identidade.  Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar