Ampliar imagem | Tamanho original
O lugar, a poucos metros da Lagoa de Óbidos, é caracterizado por árvores de Pinheiro Manso e pela densa vegetação da Reserva Ecológica Natural a Sul, criando um forte sentimento de encerramento natural. O projeto procura enfatizar esta especificidade natural do lugar, orientando os espaços principais da casa para Sul, de forma a criar uma forte relação com a paisagem e permitir receber a melhor luz solar. Do lado oposto, localizam-se os espaços mais reservados da casa, com um grau de privacidade maior. Esta configuração define duas zonas distintas, a diurna e a noturna. A zona diurna é composta pelos espaços sociais, como as salas e a cozinha, com grandes superfícies de vidro que permitem o prolongamento visivo e  funcional dos espaços interiores para as áreas exteriores. Nesta zona, os espaços da habitação organizam-se num único piso. A zona noturna é composta pelos quartos, escritório e ginásio, distribuídos em dois pisos. A casa, circundada pela grandeza da natureza, protege quem a vive e visita através de uma composição de volumes, e utiliza a matéria dominante do lugar, a madeira. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar