Ampliar imagem | Tamanho original
Os arquitetos da 1024 architecture divulgaram detalhes de sua exposição na Filarmônica de Paris. Livre dos códigos clássicos de apresentação, a exposição adota uma linguagem mais crua e deliberadamente urbana e inclui uma estrutura de andaimes oriunda de cenografias passadas. O escritório também projetou uma instalação digital, intitulada Core, cujas esculturas de luz se alteram de acordo com a trilha sonora. A exposição imersiva ELECTRO é o resultado de uma estreita colaboração com Sonos e conduz os visitantes ao longo de uma jornada ao coração da revolução da música eletrônica. A exposição teve a curadoria de Jean-Yves Leloup: jornalista, DJ, artista sonoro e curador, que esteve na linha de frente do surgimento do movimento tecno na França nos últimos trinta anos. O 1024 architecture, liderado por Pier Schneider e François Wunschel, já projetou numerosos dispositivos audiovisuais e cênicos nos últimos dez anos que combinam arquitetura, programação digital e música eletrônica. Para a exposição ELECTRO, o grupo propôs três elementos: o WALKING Cube, o SQUARE Cube e o CORE. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar