Ampliar imagem | Tamanho original
A primeira aproximação à aprendizagem se dá através do jogo. Através de um método intuitivo nos aproximamos da geometria, descobrimos suas formas, fazemos associações com o tamanho das cosias, cores e assim passamos a entender as diferenças entre elas. Ignorando regras e princípios somos capazes de desenvolver nossas habilidades se apropriando da herança genética de nossos antepassados. Descobrindo os mistérios do mundo, nos fascinamos com os castelos de cartas que são incapazes de parar de pé mas ainda assim desafiam a gravidade e ajudam a construir o nosso próprio castelo, o castelo do conhecimento. O projeto “Nordeste”, desenvolvido pelos arquitetos do Mínimo Común, possui uma abordagem muito similar àquela descrita acima. As experiências prévias de erro e acerto serviram como um base sólida onde foi possível edificar este castelo de cartas, onde os tijolos foram empilhados um a um para construir as paredes e estas, a estrutura global do edifício. Um pátio, uma churrasqueira nos fundos do terreno, uma piscina e um muro verde construído pelos arbustos que acompanham as laterais do terreno. Utilizamos a estrutura existente da antiga piscina como apoio para uma nova laje jardim que tira proveito da inércia térmica do solo para acolher o principal escritório do programa das Oficinas. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar