Ampliar imagem | Tamanho original
A Casa do Anjo é o nome de um refúgio de campo situado na Serra de Jumilla, que foi palco, durante muitas décadas, do transcorrer de excursões de exploradores, caçadores e alpinistas. Dada sua relevância no entorno, tanto geográfico, quanto social, a ação sobre esta pequena construção se distancia muito de ser apenas uma mera intervenção arquitetônica. O valor paisagístico deste delicado refúgio faz com que a proposta se baseie na atenção, tanto à arquitetura existente, quanto à presença do lugar. A partir da ideia de sutileza, a proposta pretende abrir o refúgio ao exterior, ao lugar, à serra. Por isso, além de manter e renovar o uso de refúgio internalizado e isolado, o programa se desdobra extendendo-se ao espaço aberto. Trata-se de dar sombra, descanso e abrigo a todo tipo de transeunte e, definitivamente, de ser uma peça que equipa e complementa esta paisagem idílica na qual se situa. Na parte interna pretende-se buscar e enfatizar a simples mas eficaz organização em um espaço único, ao mesmo tempo que se melhora as inércias, térmica e acústica, do espaço, transformando-o em um lugar adequado para a pausa, o descanso e a tranquilidade. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar