Ampliar imagem | Tamanho original
O fanzine Arquitetura e Política, produzido dias antes do segundo turno das eleições presidenciais de 2018, é um manifesto pela urgência de se entender a produção do espaço em sua intrínseca relação com o poder. Prenunciando o destino que o resultado dessa eleição instaurou ao país, sugere uma forma de interpretação do cenário político brasileiro. O impresso acompanha um manifesto escrito pelo grupo, que pontua a relevância do debate: “Para a contenção da barbárie, faz-se necessário anunciá-la. Enunciá-la. Fazer vê-la. Colocar a nu aquilo que a cultura vela e em tempos sombrios mascara e fantasia. E trazer à superfície suas formas comuns. Como pontua Bataille, na arquitetura se expressa um gosto predominante para a autoridade divina ou humana. Talvez seja o caso de voltar-se às vidas que foram excluídas e, todavia, produzem mundos à parte desta ordem divina.” Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar