Ampliar imagem | Tamanho original
O cliente encomendou aos arquitetos do Studio Saxe a criação de uma casa na mata que incorporasse o exterior. A propriedade era composta de um declive que chegava a um riacho que dava para a mata. Os arquitetos decidiram criar um grande espaço com pé-direito triplo para ver desde as raízes das árvores até o o céu, apreciando o alcance total de todas as árvores que cercam a casa. A configuração do volume, um espaço fechado em vidro, traz sombras para o interior, ventilação natural e proporciona um lugar que é sempre cercado pela mata. O partido é contra-intuitivo: afundar a casa no chão e criar um átrio vertical, que dá origem a um forte momento de descoberta quando alguém entra na casa. A casa é composta por cômodos que flutuam na paisagem e um espaço comum que ambienta o interior e o exterior. Tudo está alojado dentro de uma ampla cobertura que dá sombra e conforto. Ao trabalhar em um local com uma grande quantidade de recursos e em um declive, somos tentados a colocar todos os espaços da casa flutuando na paisagem, no entanto, a decisão consciente foi de apoiar a área principal na terra . Isso permitiu ser capaz de criar um espaço dramático no topo, de uma maneira quase contra-intuitiva, que levou a floresta com muito mais força para o interior da propriedade, criando uma conexão mais forte entre a sala humana e o mundo natural ao nosso redor. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar