Ampliar imagem | Tamanho original
A arquitetura pode ser compreendida a partir de vários prismas e muitas vezes é vista como a solução ou resposta para demandas materiais - habitação, lazer, comércio etc. No entanto, talvez uma das funções mais carregadas de simbolismos que pode ter a arquitetura é a concretização de demandas espirituais. Projetar espaços sagrados, espaços de culto (religioso ou não), pode ser uma das tarefas mais criativas e libertadoras dessa profissão, mas também deve responder a aspectos que fogem ao plano terrestre e puramente material, mas que fazem parte de um universo de subjetividade e fé. Apresentamos a seguir uma série de ilustrações produzidas por André Chiote de edifícios sagrados, projetados por nomes como Gottfried Böhm, Oscar Niemeyer e Peter Zumthor.  Sobre a motivação que o levou a produzir as ilustrações, Chiote explica:"Locais de culto religioso ou celebração fúnebre, estes monumentos são sempre edifícios excepcionais e, portanto, permanecem enquanto tudo está mudando. Eles também são construções simbólicas e icônicas. Alguns desses edifícios de nossa era permanecerão no futuro como patrimônio de nossas (várias) sociedades contemporâneas."  Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar