Ampliar imagem | Tamanho original
Sol e vento vêm à nossa cabeça rapidamente quando pensamos em energias provindas de fontes renováveis. Descentralizar a produção de energia elétrica de grandes usinas é algo que tem movido engenheiros e inventores por todo o mundo. Mas pensar em transformar a energia mecânica do caminhar das pessoas em energia elétrica é algo que sai um pouco do senso comum. A tecnologia foi desenvolvida pelo fundador da Pavegen, Laurence Kemball-Cook, através de uma plataforma que se mescla ao passeio, desenvolvendo um produto que converte os passos em energia elétrica, mas que também pode gerar dados e até recompensas. Mas antes de sair por aí se sentindo o Michael Jackson em Billie Jean, entenda melhor como esse sistema funciona. A energia é gerada quando uma pisada comprime a placa de 5 a 10 mm. O desenho triangular maximiza a saída de energia e a captura de dados; enquanto sua alta durabilidade e facilidade de implantação permitem que se integre perfeitamente em qualquer local, como uma solução de energia descentralizada eficaz. Através de indução eletromagnética por bobinas de cobre e ímãs, cada passo produz de 2 a 4 joules, que gera uma média de 5 watts, o que é suficiente para operar uma lâmpada de LED por 30 segundos. Essa energia é armazenada em baterias que podem alimentar luzes ou outros aparatos, como caixas de sons. Além da geração de energia, as placas com Bluetooth podem se conectar a aplicativos de smartphones e o sistema também pode se comunicar com sistemas de gerenciamento de edifícios.  Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar