Ampliar imagem | Tamanho original
A Julian Street Library, uma biblioteca recém-reformada em um edifício modernista dos anos 1960 na Universidade de Princeton, transforma sua sala de leitura de 290 m2 em um ambiente de aprendizado multimídia de última geração. Situada entre uma moradia estudantil e o principal campus, a biblioteca funciona como um centro para estudantes de graduação a caminho do campus central. Reconhecendo que, com o advento das tecnologias digitais, as bibliotecas são espaços multifuncionais que patrocinam o estudo e a interação social, nosso projeto ressignifica a biblioteca como um ambiente tecnológico onde os alunos podem trabalhar, descansar e socializar durante o dia e noite. Nossa solução resolve o duplo desafio de melhorar a circulação entre o hall e o campus, bem como entre o hall e a biblioteca, permitindo que os dois se sobreponham. Removemos uma parede de tijolos já existente e, inspirando-nos na Biblioteca Laurentina de Florença, levamos a biblioteca ao hall por meio de uma rampa dinâmica que entra neste espaço antes subutilizado. Não mais um simples limite, ele agora é um ambiente onde os alunos estudam, relaxam e socializam. Uma série de bancos com terraços ativam esse espaço e fornecem acesso à uma mesa de biblioteca comunitária e à terminais com computadores. A rampa, em seguida, leva os alunos para a biblioteca principal que é dividida em duas zonas de atividade diferenciadas por cores e materiais. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar