O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Centro De Artes Visuais
  4. China
  5. OMA
  6. 2019
  7. Reestruturação UCCA / OMA

Remodelaçao

Apresentado por the MINI Clubman

Reestruturação UCCA / OMA

  • 17:00 - 22 Janeiro, 2019
  • Curadoria de María Francisca González
  • Traduzido por Camilla Sbeghen
Reestruturação UCCA / OMA
Reestruturação UCCA / OMA, © Bian Jie
© Bian Jie

© Bian Jie © Bian Jie © Bian Jie © Bian Jie + 9

  • Arquitetos

    OMA
  • Localização

    4 Jiu Xian Qiao Lu, Chaoyang Qu, Beijing Shi, China
  • Arquiteto Responsável

    Chris van Duijn
  • Associados Responsáveis

    Inge Goudsmit
  • Equipe

    Aishwarya Keshav, Chen Lu, Cecilia Lei, Christina Wilkinson, Connor Sullivan, Hayger Chan, Junsik Oh, Dongmei Yao
  • Ano do projeto

    2019
  • Fotografias

© Bian Jie
© Bian Jie

Descrição enviada pela equipe de projeto. O Centro de Arte Contemporânea UCCA foi o primeiro museu privado de arte contemporânea da China, fundado em 2007, no coração do distrito de arte de 798, em Pequim. O objetivo era levar a arte chinesa ao diálogo global. Após a reestruturação interna do centro em 2017, o projeto de renovação do OMA busca dar a essa instituição de renome internacional a imagem pública e a identidade visual que merece.

© Bian Jie
© Bian Jie
Cortesia de OMA
Cortesia de OMA

Para reconceituar a sua interface espacial com o público, a reforma apresenta uma fachada de vidro curvilínea que circunda a loja do museu, o grande hall de entrada e uma pequena cafetaria no térreo, que revela os salões de exposição. O projeto restaura a clara diferença nas qualidades espaciais entre os edifícios existentes: dois corredores dos anos 50 e a laje vermelha, um antigo prédio administrativo dos anos 70, e reconecta visualmente o interior da UCCA com o distrito de arte 798.

© Bian Jie
© Bian Jie

O desenvolvimento da UCCA e do distrito 798 de Pequim estão intimamente relacionados. Como um antigo complexo industrial de instalações eletrônicas, o 798 ganhou força como um distrito de arte durante os anos 90 devido a seus grandes espaços industriais e seu aluguel acessível. Desde que a UCCA abriu suas portas para o público em 2007, o boom econômico na China trouxe novos investimentos e reconhecimento internacional para a área. Na falta de um plano geral, o distrito artístico tornou-se gradualmente um conjunto de elementos arquitetônicos e programáticos díspar.

Cortesia de OMA
Cortesia de OMA

Neste contexto, o OMA procurou criar uma imagem aberta e clara para o novo percurso de entrada que começa abaixo do edifício vermelho dos anos 70. As colunas e os núcleos permanecem, enquanto uma fina camada de vidro se curva e se torna visível ao redor deles; não como uma janela plana tradicional, mas como um experimento das diferentes "imperfeições" do vidro: ondulações, dobras, protuberâncias e curvas que representam a resistência interna do material e desenvolvem ondas de ilusões visuais.

© Bian Jie
© Bian Jie
Cortesia de OMA
Cortesia de OMA

A fachada revela uma clara sequência espacial: o novo percurso conduz a um grande pátio ajardinado, atravessando o caminho entre a laje e o átrio principal, e através da 'nave' do salão principal, para as galerias existentes, terminando no Grande Salão.

© Bian Jie
© Bian Jie

Ver a galeria completa

Localização do Projeto

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
OMA
Escritório
Cita: "Reestruturação UCCA / OMA" [UCCA Regeneration / OMA] 22 Jan 2019. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/909866/reestruturacao-ucca-oma> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.