Ampliar imagem | Tamanho original
O projeto é criado a partir do conceito de "Lodge Familiar", que tem como objetivo abrigar uma família completa incluindo suas quatro gerações e amigos. Localizado no sul do Chile, na Região dos Lagos, ou seja, uma área com muita chuva, o projeto nasce da palavra poética que lidera o conceito do desenho arquitetônico, o qual é criado como um "manto de proteção para a chuva", da mesma forma que as barracas precárias feitas pelos lenhadores com nylon tensionado por meio de fios, às vezes com um pilar central para deixar correr a água. A palavra "água" é a segunda poética que origina o desenho. Estudou-se a composição geométrica da molécula da água, assim nasce a ideia de três corpos conectados entre si, sob um grande manto de proteção para a chuva.  Por outro lado, uma das integrantes da família possui um problema de mobilidade, o que leva a projetar a residência em um único nível, conectada e integrada. A casa é feita sobre uma estrutura de pilares metálicos que absorvem a forma do terreno, criando um espaço habitável abaixo que, por sua vez, é aproveitado para o programa de serviços junto a uma área de churrasqueira e ofurô. No corpo central do primeiro nível estão o acesso e área pública com cozinha integrada à sala de estar e jantar; projeto criado no conceito que mistura o loft americano com o galpão tradicional do sul do Chile. Nos volumes laterais estão localizados os dormitórios, que confluem até o centro de forma suave e fluída. Todos os acessos aos dormitórios são trabalhados com portas invisíveis para manter a continuidade das paredes, fazendo com que elas sejam parte da espacialidade do volume. Todos os acessos são trabalhados com rampas de aço revestidas em madeira, para permitir a mobilidade em cadeira de rodas.  Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar