Ampliar imagem | Tamanho original
Férias de verão, este é o principal objetivo do projeto. A proposta nasce com a intenção de reformar um antigo apartamento para convertê-lo em um refúgio contemporâneo de desconexão, reflexão e descanso. O estado inicial mantinha a construção original dos anos 60, com uma excessiva compartimentação que não permitia ler o espaço com continuidade. Esta sucessão de ambientes independentes e limitados impedia o aproveitamento do principal valor que já se intuía, poder viver o mar, ali presente, desde cada um dos possível cantos deste lugar. O objetivo converteu-se, então, em manter todas as funções existentes e pretendidas pelo usuário, mas com muito menos elementos e com todos eles coordenados entre si para assim aliviar a sensação espacial e redescobrir o mar, até agora escondido.   Para conseguir este objetivo principal, a pesquisa está centrada na disposição dos elementos, sua geometria e sua materialidade. Assim, desaparece o conceito de divisória para resolver todo o espaço somente com peças do mobiliário. Por um lado, a curva define o caráter geométrico dos elementos, construindo continuidades no lugar de limites trazendo movimento e fluidez no lugar de pausas e arestas. Por outro lado, a madeira se encarrega de construir os móveis, separando os espaços. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar