Ampliar imagem | Tamanho original
A Casa Aldeia foi concebida como tentativa de convergir demandas, por vezes antagônicas, de duas pessoas em uma casa só. O casal trouxe para o processo de projeto inquietações e expectativas a respeito de sua mudança não apenas de residência, mas de modo de viver. A difícil escolha do casal de deixar para trás sua vivência urbana em troca do cotidiano rural foi fundamental para a definição do partido arquitetônico que buscou se afastar do arquétipo da casa de campo para trazer pequenas doses de urbanidade ao dia-a-dia na casa. Para isso, apoiou-se nas memórias afetivas de seus habitantes, um português e uma brasileira que viveram por anos em Portugal e lá possuem raízes. Recorreu à referência das aldeias históricas portuguesas que mesmo em contexto fortemente rural estabelecem relações de proximidade urbana entre seus edifícios, integrando-se à paisagem e ajustando desníveis do terreno. Desta forma, a Casa Aldeia cria pequenos espaços de características variadas na escala humana ao mesmo tempo em que pontua a paisagem como intervenção construída e com diversidade em sua unidade formal. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar